Lista das 10 reações químicas mais perigosas

Escrito por eric bagai | Traduzido por marcelo couto
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Lista das 10 reações químicas mais perigosas
Tenha cuidado ao fazer reações químicas (Jack Hollingsworth/Photodisc/Getty Images)

A química pode ser muito interessante, mas, ao combinar elementos diferentes, é muito importante tomar cuidado e saber o que irá acontecer. Isso porque alguns reagentes podem liberar químicos perigosos no ar, enquanto outras reações são exotérmicas e irão aquecer até altas temperaturas. Portanto, deve-se sempre ter cuidado quando trabalhar com reações químicas. E sempre é vantajoso conhecer as reações mais perigosas no campo da química.

Água sanitária

Itens domésticos podem ser muito perigosos se forem misturados com outros químicos encontrados em casa. A água sanitária é uma das substâncias mais reativas e nocivas para se misturar com qualquer coisa, ainda mais mediante o fato de que as pessoas não conhecem os ingredientes dos outros produtos que têm em casa. Quando misturada com uma pequena quantia de amônia, cria uma fumaça muito tóxica, que é prejudicial à saúde.

Ácidos e bases

Ácidos e bases podem ser muito reativos quando juntos. Em uma aula de ciências (ambiente controlado), pode-se arriscar misturar uma pequena quantia concentrada dessas duas substâncias. Caso contrário, evite fazê-lo, pois eles reagem violentamente e causam queimaduras.

Pó metálico de alumínio

De acordo com o Ward's Natural Science, o pó metálico de alumínio reagirá perigosamente quando combinado com ácidos. Os elementos mais perigosos com que ele pode reagir são os álcalos. Quando esses dois químicos se encontram, o gás hidrogênio, que é inflamável, é liberado no ar. Portanto, misturar os dois é considerado risco de incêndio.

Magnésio metálico

O magnésio metálico é perigoso, pois reage com a umidade que existe em muitos locais. Um acidente pode acontecer se alguém estiver desavisado dessa reação e se cuidados necessários não forem tomados. Essa substância, junto com a umidade, produz hidrogênio inflamável, que, quando combinado com o pó metálico de alumínio, caracteriza risco de incêndio. O magnésio metálico reage violentamente com muitos outros compostos também.

Ácido clorídrico

O ácido clorídrico, conhecido como HCl, é um ácido extremamente forte e reativo - especialmente com bases. Se a concentração for alta o suficiente, pode causar queimaduras químicas e fazer furos em roupas. Ele corrói a maioria dos metais imediatamente e, ao mesmo tempo, libera gás hidrogênio. É extremamente inflamável.

Termite

Termite é produzido quando o alumínio é oxidado por ferro ou quando são misturados e levemente aquecidos (o que pode acontecer naturalmente). Esse processo pode aquecer mais de 2500º C. A reação é perigosa e quase inevitável, pois não pode ser abafada (porque produz seu próprio oxigênio) e nem pode ser apagada com água (queima mesmo na água). Pode causar incêndio e liberar gás hidrogênio no ar - tornando a reação ainda mais impossível de parar.

Chuva ácida

A chuva ácida é uma calamidade causada pelo homem. É formada quando dióxido de enxofre é emitido para o meio-ambiente. O dióxido de enxofre, que é formado pela queima de óleo e carvão, sobe e se mistura às nuvens. Como o peróxido de hidrogênio está presente nas nuvens, o ácido sulfúrico é produzido com a reação química entre ele e o dióxido de enxofre, formando o que chamamos de chuva ácida.

Nitroglicerina

Nitroglicerina é o produto utilizado para fabricar explosivos. É um ingrediente muito reativo que explode facilmente. Essa substância é muito instável e pode ser encontrada nas formas líquida, em pó ou em pastilhas.

Aquecimento global

O aquecimento global não é uma reação química em si, e sim uma consequência de uma longa cadeia de reações químicas. As reações que causam esse processo de aquecimento são as que produzem dióxido de carbono, dióxido de enxofre, metano e outros gases-estufa.

Armas químicas

Armas químicas são as reações químicas mais perigosas e prejudiciais já feitas. São construídas para serem destrutivas e é exatamente o que elas são. Armas químicas, como a bomba atômica, utilizam reações diferentes para produzir uma grande quantidade de gás aquecido - o que causa não somente a explosão, mas também produz gases que machucam centenas de pessoas por quilômetros de distância.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível