Como as marés são formadas no oceano?

Escrito por charlotte moore | Traduzido por lucas vilaça
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como as marés são formadas no oceano?
Vários fatores influenciam no surgimento das marés (Photo from cptspock/Flickr.com.)

Outras pessoas estão lendo

Geral

As marés são os efeitos visíveis da gravidade sobre os oceanos da Terra. Os fatores de maior influência nas marés são a lua e, numa extensão menor, o sol. A Terra experimenta dois períodos de marés altas e baixas por dia, sendo que a duração, hora e tamanho de cada maré é afetada por um certo número de variáveis.

A Terra e a Lua

Enquanto a Terra exerce uma força gravitacional sobre a Lua, a mesma também afeta a Terra com sua gravidade. Apesar de ser fraca em comparação com a da Terra, a gravidade da Lua é suficiente para influenciar o nível dos mares; por isso, o oceano aumenta do lado da Terra que estiver de frente para a Lua. Conforme a Terra gira com esse aumento, configura-se uma maré alta.

Se a atração da Lua sobre a Terra fosse o único fator afetando as marés, então nosso planeta experimentaria apenas uma maré alta e uma maré baixa por dia. Na verdade, a Terra passa por duas duas de cada, chamadas marés semidiurnas. Por quê?

Não é como se a Lua simplesmente girasse em volta de uma Terra imóvel. O fato é que a Terra e a Lua dividem um centro de gravidade único, ou baricentro, localizado a 1718 km abaixo da superfície de nosso planeta. Nesse ponto, a grande diferença de massas entre a Terra e a Lua se equilibra: a Terra não colide com a Lua, nem a Lua voa solta pelo espaço. Enquanto os dois corpos giram em torno desse ponto de rotação mútuo, experimentam uma força repulsora chamada de força centrífuga — a mesma força que um peso sofre quando é arremessado por um atleta ou que duas crianças sentem quando agarram as mãos uma da outra e começam a girar.

A força centrífuga é grande o suficiente para sobrepor a atração da Lua no sentido oposto, fazendo com que o nível do oceano aumente naquele lado da Terra. Sendo assim, a maré alta ocorre em dois lugares: do lado da Terra de frente para a Lua e do lado da Terra diretamente oposto a ela. A maré baixa ocorre nos lados da Terra que não estão diretamente de frente ou de costas para a Lua.

Em um dia de 24 horas, o tempo que a Terra leva para completar um giro em torno de si mesma, a Lua se move 12 graus à frente de sua posição anterior. Ela leva aproximadamente 50 minutos para cobrir essa distância. Isso significa que um certo ponto na Terra vai demorar 50 minutos a mais para alcançar a mesma posição abaixo da Lua. Por isso, as marés alta e baixa ocorrem 50 minutos mais tarde do que no dia anterior. Um dia de maré dura 24 horas e 50 minutos.

A Terra e o Sol

Assim como a Terra exerce atração sobre a Lua, o Sol exerce atração sobre a Terra. Apesar dele estar a uma distância muito maior de nosso planeta em relação à Lua, é grande o suficiente para afetar nossas marés.

A lua nova não é visível por causa de sua posição, diretamente entre a Terra e o Sol: a parte iluminada da Lua fica de frente para o Sol e a face escura encara a Terra. A lua cheia fica do lado da Terra oposto ao do Sol, fazendo com que o lado mais próximo da Terra fique completamente visível. Quando a Lua, a Terra e o Sol alinham-se dessa maneira, suas forças combinadas causam marés altas maiores e marés baixas menores. Esse fenômeno é chamado de maré de sizígia, ou maré de águas vivas.

Quando o lado próximo da Lua aparece apenas pela metade, é chamado de lua minguante. A lua crescente ocorre quando ela está posicionada a 90 graus em relação à Terra e ao Sol, em vez de se encontrarem em uma linha reta. Nesses momentos, o Sol está alinhado com as marés baixas. Por isso, as marés altas são menores e as marés baixas são maiores. Esse fenômeno é chamado de maré de quadratura ou maré de águas mortas.

Marés diárias

Nem todas as marés da Terra são semidiurnas. O planeta não experimenta duas marés altas e duas baixas em todos os locais. Isso acontece porque a Lua não orbita diretamente sobre o equador da Terra. Seu caminho é inclinado em um plano relativo ao eixo de nosso planeta. Dependendo de nossa órbita e inclinação, a inclinação da Lua pode tornar-se dramaticamente maior em alguns momentos do que em outros. Por essa razão, os aumentos que formam as marés altas tendem a se formar em apenas um dos lados do equador, com um aumento em cada um dos hemisférios da Terra. Isso faz com que a maioria dos locais no planeta experimentem uma maré alta e uma maré baixa todos os dias.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível