Saúde

Novos tratamentos para gota

Escrito por norma chew | Traduzido por marina villar
Novos tratamentos para gota

A gota geralmente afeta as articulações dos dedos do pé

Comstock Images/Comstock/Getty Images

A gota afeta milhões de americanos. É um tipo crônico de artrite causado por uma alta produção ou baixa excreção do ácido úrico no sangue. O excesso de ácido úrico forma cristais que cercam e afetam as articulações, particularmente no dedo do pé. O tratamento de gota inclui cuidados a curto prazo para parar a dor excruciante, inchaço, sensibilidade e inflamação na articulação, de forma que previna futuras crises de gota.

Outras pessoas estão lendo

Novos tratamentos

Em 14 de Novembro de 2005, o Dr. William Shiel reportou no encontro científico anual da Universidade Americana de Reumatologia que "pesquisadores da Universidade de Oklahoma, da Universidade da Pensilvânia e da Universidade de Chicago relataram dois artigos interessantes sobre um novo produto de tratamento com o nome genérico de febuxostate que é útil para o tratamento a longo prazo da gota. Outras novas abordagens de tratamento incluem uma melhor técnica de diagnóstico e mantém o nível da linfa abaixo de 6.0 mg/dl".

Febuxostate

O febuxostate é um novo remédio aprovado pela Administração de Alimentos e Drogas (FDA, na sigla em inglês) para tratamentos a longo prazo, reduzindo os níveis de ácido úrico em pacientes com gota. Estará disponível nos Estados Unidos com o nome de Uloric em comprimidos orais em dosagens de 40 e 80 mg. Alan MacKenzie, presidente da Divisão Norte Americana Takeda, afirma: "O febuxostate é o primeiro novo tratamento para gota em 40 anos".

Um estudo da Universidade Duke

O pegloticase é uma enzima natural encontrada em mamíferos exceto nos grandes símios e humanos. É dito que, "os humanos não produzem essa enzima devido a uma mutação do gene da uricase durante a evolução". Essa enzima está sob estudo no Centro Médico da Universidade Duke. O pegloticase é proposto para o tratamento de gota, pois estudos mostram que quando é ministrado intravenosamente, leva o ácido úrico a um nível normal dentro de seis horas.

Nova abordagem de diagnóstico

Uma nova e interessante abordagem de diagnóstico foi estudada por pesquisadores no Hospital da Universidade Cooper em Nova Jersey. Esse envolve o uso de ultrassonografia ou o uso de ultrassom para detectar o ácido úrico presente nas articulações inflamadas do pé de pacientes que sofrem de gota. Estudos avançados serão feitos para determinar se essa será uma maneira prática para diagnosticar gota no futuro.

Considerações

A Administração de Alimentos e Drogas (FDA, na sigla em inglês) aprovou a rotulagem de avisos de febuxostate contra pacientes que tem nível elevado de ácido úrico e tomam esse medicamento sem o diagnóstico de gota. Os efeitos colaterais do febuxostate são anormalidades da função do fígado, náusea, brotoeja e dor na articulação. O rótulo do febuxostate recomenda que "os usuários passam por testes periódicos da função do fígado e monitoramento dos eventos cardiovasculares". No futuro, os médicos serão mais agressivos sobre a diminuição do nível de ácido úrico para um valor menor que 6.0 mgs/dl.

Mais galerias de fotos

Comentários

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media