Palpitações cardíacas e sintomas

Escrito por nicole murray | Traduzido por sylvia vitti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Palpitações cardíacas e sintomas
Palpitações cardíacas são geralmente identificadas como batidas irregulares ou aumento da taxa cardíaca (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Palpitações cardíacas são, geralmente, identificadas como batidas irregulares ou aumento da taxa cardíaca. Elas são comuns quando ocorrem ao longo de um curto período de tempo. Um batimento cardíaco anormal por um longo período de tempo pode ser a causa de algo mais grave. Existem alguns fatores que podem afetar sua taxa cardíaca. É importante estar ciente de qualquer irregularidade em seu coração e relatar anormalidades prolongadas ao seu médico.

Outras pessoas estão lendo

Fatos

As palpitações cardíacas estão associadas à sensação do coração bater de modo diferente do normal. Elas raramente estão relacionadas a alguma enfermidade, como uma doença cardíaca ou ritmos cardíacos anormais. Quando não estão associadas a algum problema de saúde, as palpitações são consideradas inofensivas. O batimento cardíaco normal está entre 60 a 100 vezes por minuto, sendo que a taquicardia ocorre quando seu coração bate mais de 100 vezes por minuto e a braquicardia quando seu coração bate muito menos que o normal. A extra-sístole ocorre quando há um batimento ocasional a mais.

Palpitações cardíacas e sintomas
As palpitações cardíacas estão associadas à sensação do coração bater de modo diferente do normal (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Identificação

Existem várias formas de saber se você está tendo palpitações. Os sintomas principais são batimentos em falta, acelerados, irregulares ou batidas mais fortes que o normal. As palpitações podem ser sentidas em outros lugares, como no pescoço, garganta e peito. Os sintomas podem ocorrer em qualquer hora ou lugar, inclusive quando você não está se exercitando, durante o sono ou em pé. É importante saber o que deflagra as palpitações.

Palpitações cardíacas e sintomas
É importante saber o que deflagra as palpitações (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

Causas

A causa das palpitações nem sempre pode ser detectada por um médico. As causas mais comuns são respostas emocionais, como o estresse ou a ansiedade, a cafeína, exercícios extremos, febre ou nicotina. Alterações hormonais em mulheres, como as da gravidez, menstruação ou menopausa podem também causar batimentos irregulares. Da mesma forma, inaladores para asma que contêm um estimulante podem causar as palpitações.

Palpitações cardíacas e sintomas
Inaladores para asma que contêm um estimulante podem causar as palpitações (Pixland/Pixland/Getty Images)

Prevenção/solução

Palpitações cardíacas que não estão relacionadas a condições mais graves, geralmente não necessitam de tratamento, cirurgia ou medicação. Para evitar estes batimentos irregulares, você deve tentar reduzir seu nível de estresse. Você pode reduzir a ansiedade e o estresse praticando exercícios de relaxamento, como a yoga ou conversando com a família e com os amigos. Evite certos alimentos e bebidas que contenham estimulantes, como as bebidas energéticas, as que possuem cafeína, medicamentos com estimulantes e não fume. Algumas drogas ilegais, como a cocaína e o êxtase podem também causar palpitações.

Palpitações cardíacas e sintomas
Evite certos alimentos e bebidas que contenham estimulantes e não fume (Jupiterimages/Polka Dot/Getty Images)

Advertência

As palpitações podem ser um sintoma de algo mais sério, como o hipertiroidismo, que se refere a uma hiperatividade da glândula tiroide ou uma arritmia, que é um ritmo cardíaco anormal. É importante relatar o problema a seu médico para que ele verifique a situação. As pessoas que sofrem de desordens de ansiedade, síndrome do pânico ou que já sofreram parada cardíaca correm maior risco de apresentar palpitações. Mulheres grávidas ou pessoas que frequentam ambientes muito estressantes também correm mais riscos.

Palpitações cardíacas e sintomas
Mulheres grávidas ou pessoas que frequentam ambientes muito estressantes também correm mais riscos (Photos.com/PhotoObjects.net/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível