×
Loading ...

Patrimônios da Humanidade: América do Sul

Jupiterimages/Photos.com/Getty Images

Introdução

Em 1972, a UNESCO começou um plano para proteger os bens culturais de todo o mundo mediante a "Convenção sobre a Proteção do Patrimônio Mundial Cultural e Natural". A América do Sul é esse "recanto da terra", como canta Jamiroquai, onde as riquezas naturais e culturais declaradas como Patrimônio da Humanidade abundam sob um agradável céu azul. Nesta galeria, apresentamos para você algumas destas impressionantes maravilhas do sul da América.

Michael Blann/Digital Vision/Getty Images

Argentina: as geleiras

Localizado na província de Santa Cruz, o Parque Nacional Los Glaciares se estende por cerca de 14 mil km² de campos de gelo de beleza cativante. Lagos glaciais imensos e cumes recortados marcam uma paisagem indômita que conta com 47 geleiras andinas e 200 geleiras independentes. No seu extremo, três geleiras se encontram e se quebram em enormes icebergs que caem nas geladas águas marinhas. No meio deste reino gelado de duras condições climáticas para a vida, surpreende encontrar animais como a raposa cinza, o guanaco e o gambá da Patagônia.

Three Lions/Valueline/Getty Images

Bolívia: Cidade de Potosi

Moinhos hidráulicos extraíam o mineral de prata da cidade que chegou a ter o maior complexo industrial do mundo durante o século XVI: a cidade de Potosi. Hoje em dia conservam-se daqueles tempos de fervor mineiro as instalações industriais originais do Cerro Rico: a igreja de San Lorenzo, o bairro colonial com a Casa da Moeda e os bairros dos índios "mitayos" que trabalhavam nas minas, assim como várias das mansões dos nobres da época.

Brand X Pictures/Brand X Pictures/Getty Images

Brasil: Centro histórico de Salvador da Bahia

Renascimento e colonialismo esculpiram Salvador, que soube conservar a beleza cromática de muitos dos edifícios da época. Em 1549, este rico ponto de encontro cultural europeu, africano e ameríndio foi declarado a primeira capital do Brasil, mantendo-se como tal até 1763. Guarda, na sua história obscura, o fato de ter sido testemunha em 1588 da fundação do primeiro mercado de escravos do novo mundo.

John Foxx/Stockbyte/Getty Images

Chile: Parque Nacional de Rapa Nui

Encontram-se contra o mar ou nas ladeiras de Rapa Nui - nome aborígene da Ilha de Páscoa - curiosos, únicos e enormes personagens com cabeças gigantes: os "moai". Esculpidos em pedra por um povo de origem polinésia do século III d.C., estes moais parecem contemplar o passar da vida como os guardiões ancestrais de sua gente. Conhecem-se mais de 600 e, ainda que possam se encaixar em diversas teorias, seu significado continua sendo um mistério.

Jupiterimages/Photos.com/Getty Images

Colômbia: porto, fortalezas e conjunto monumental de Cartagena

A cidade portuária de Cartagena, na Colômbia, chegou a ser um dos três núcleos navais mais importantes do Novo Mundo, junto com Havana, em Cuba, e San Juan, em Porto Rico. Seu conjunto de fortificações militares é o mais extenso e completo da América do Sul, sendo exemplo da arquitetura militar dos séculos XVI, XVII e XVIII.

Jupiterimages/Photos.com/Getty Images

Equador: as ilhas Galápagos

Berço da Teoria da Evolução, as ilhas Galápagos formam o arquipélago mais famoso da história desde que Darwin ficou apaixonado por sua riqueza e original variedade biológica depois da sua chegada no navio Beagle. Hoje em dia, estas 19 ilhas do Pacífico de origem vulcânica seguem sendo um enxame evolutivo onde se pode encontrar numerosos endemismos, como o caso de diversas espécies de iguanas terrestres, tartarugas gigantes e tentilhões.

Jupiterimages/Photos.com/Getty Images

Peru: Machu Picchu

A 2.430 metros de altura e rodeado por uma das paisagens mais belas e místicas dos Andes, encontra-se o santuário de Machu Picchu. Erguido durante o apogeu do Império Inca, é um dos exemplos arquitetônicos mais notáveis desta cultura. O santuário compreende cerca de 35 mil hectares protegidos de ecossistema de floresta tropical sobre montanhas da bacia superior do rio Amazonas, além do seu conjunto arqueológico.

Jupiterimages/Photos.com/Getty Images

Suriname: Reserva Natural do Suriname Central

A Reserva Natural do Suriname Central se destaca por seu alto valor em ecossistemas de floresta primária tropical que se manteve em seu estado original. Contém 1,6 milhões de hectares de paisagem natural protegido de rica variedade biológica em espécies vegetais, havendo sido catalogadas mais de cinco mil plantas vasculares até o momento e animais como o jaguar, a anta, o bicho-preguiça, a lontra gigante e a araracanga.

Jupiterimages/Photos.com/Getty Images

Venezuela: Parque Nacional Canaima

O Parque Nacional Canaima se expande pelo sudeste da Venezuela até topar com as fronteiras do Brasil e da Guiana. Guarda três milhões de hectares de um rico sistema biológico curioso: mais da metade desses hectares está coberto por tepuis, montanhas de cume plano e de grande interesse geológico. A cascata mais alta do planeta, com mil metros de queda, é uma das paisagens excepcionais que se pode comtemplar nesse recanto venezuelano do mundo.