Perda de pelos nas patas e barriga escamosa em gatinhos

Escrito por rena sherwood | Traduzido por aline nunes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Perda de pelos nas patas e barriga escamosa em gatinhos
Micose frequentemente afeta gatinhos persas (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Dermatofitose, vulgarmente conhecida como micose, causa perda de pelos nas patas e descamação da pele na barriga em gatinhos e gatos. Filhotes pegam micose com mais frequência que gatos adultos saudáveis ​​porque estes tornam-se imunes ao fungo que causa a micose, observa “Cat Wrangling Made Easy: Maintaining Peace and Sanity in Your Multicat Home”. Mas persas, gatos idosos e gatos com problemas de imunodeficiência também correm risco de contrair micose.

Outras pessoas estão lendo

Causas

Perda de pelos devido à micose geralmente começa nas patas, mas também pode começar no rosto, orelhas e pernas dianteiras. Os gatinhos, geralmente, primeiro entram em contato com os esporos micose na sujeira, roupas de cama ou no chão, que é por isso que as patas são muitas vezes as primeiras partes do corpo a perder pelo. As manchas sem pelos se espalham por todo o corpo. Devido à perda de cabelo, os filhotes sofrem com bolas de pelo. A micose apresenta um anel vermelho ao longo da borda de manchas sem pelos, mas nem todas as manchas sem pelos causadas por micose apresentam anéis vermelhos.

Complicações

Privados de sua camada protetora de pelo, a pele torna-se gordurosa ou escamosa, formando crostas. Estas crostas causam coceira, então o gatinho as arranha e arrisca-se a causar uma infecção na pele. Os esporos, constantemente presos às garras do filhote, podem causar infecções nas unhas, aponta "Cat Owner’s Home Veterinary Handbook". A micose é altamente contagiosa para todos os animais de estimação e até mesmo para as pessoas. Sempre lave as mãos após cuidar de um gato infectado com micose.

Filhotes persas

As raças felinas mais propensas a pegar micose são persa ou raças com uma grande quantidade de influência persa, como o gato himalaico. Gatinhos de criadores ou gatis são infectados mais vezes do que um que conviva com um único felino em casa. Persas podem portar esporos até cinco anos antes de apresentar sintomas, segundo o “Cat Wrangling Made Easy". Qualquer filhote voltando para casa após uma exposição de gatos precisa ser levado a um veterinário, a fim de isolar o gatinho e impedir que a infecção se espalhe.

Gatinhos sem pelos

Raças de gatos calvos podem produzir filhotes que não sejam desprovidos de pelos do nariz à ponta da cauda, mas sem pelos em partes. Raças de gatos sem pelos precisam tomar banho toda semana para evitar o desenvolvimento de doenças graves de pele, como uma barriga escamosa ou feridas. Gatos carecas também devem evitar o sol forte ou calor, o que pode causar queimaduras que podem levar a feridas ou descamação da pele. Raças de gatos sem pelos incluem o sphynx, o donskoy, ou don sphynx, e o peterbald. Filhotes carecas ainda podem pegar micose e espalhá-la por toda a casa. Leve-o a um veterinário para um diagnóstico.

Perda de pelos nas patas e barriga escamosa em gatinhos
Raças de gatos sem pelos incluem o sphynx (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível