Pinturas famosas de Jesus Cristo

Escrito por noel lawrence | Traduzido por carolina rico
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Pinturas famosas de Jesus Cristo
Cristo é um símbolo icônico na arte ocidental (Hemera Technologies/Photos.com/Getty Images)

Jesus Cristo tem sido um tema emblemático da pintura religiosa durante séculos. A universalidade da figura de Cristo transcende a linguagem e nacionalidade na cultura ocidental. Representações de Jesus aparecem em todo o mundo em quase todos os estilos imagináveis. Os maiores artistas do Renascimento, assim como de outros períodos, dedicaram carreiras inteiras a representar Cristo.

Outras pessoas estão lendo

"A Última Ceia"

Pintada por Leonardo da Vinci no século 15, "A Última Ceia" retrata Cristo e seus doze discípulos na ceia da véspera da crucificação de Cristo. A complexidade do mural com suas treze figuras distintas tem sido um tema de debate considerável. No entanto, os estudiosos em geral concordam que a pintura retrata o momento em que Jesus declara que alguém vai traí-lo. Esse homem é Judas, cujo rosto na pintura é sombreado. A figura de Judas tem uma pequena bolsa que provavelmente contém dinheiro.

"Cristo carregando a cruz"

O célebre artista espanhol do século 19, El Greco, dedicou numerosas pinturas a Cristo. Ao contrário de da Vinci, ele evitou detalhar a narrativa para focalizar um objeto solitário. "Cristo carregando a cruz" é focada em Cristo carregando a cruz. A figura de Cristo tem um olhar para o céu. O fundo foi obscurecido para que a atenção do espectador esteja direcionada para a figura como uma imagem devocional. Outra pintura de El Greco, "Cristo na Cruz", retrata a crucificação. Um Jesus magro e atormentado aparece em uma paisagem montanhosa vazia. Tal como acontece com outras pinturas de El Greco, o olhar de Jesus é dirigido para cima, em direção ao céu.

"A Transfiguração de Cristo"

Supostamente a última pintura de Rafael, "A Transfiguração de Cristo" (aprox. 1519) narra a transfiguração de Jesus no Monte Tabor. Aparecendo no céu, Cristo fala a Moisés e ao profeta Elias, que flutuam em cada lado dele. A metade inferior da cena retrata Cristo expulsando um espírito maligno de um jovem endemoniado. A composição é dividida em duas metades: inferior e superior, o que representa a dicotomia entre os aspectos mundanos e celestiais da vida.

"Natividade Mística"

Outra representação comum de Jesus celebra o seu nascimento. A imagem de Nossa Senhora com o Menino Jesus é tão comum como imagens de transfiguração e crucificação de Jesus. Um dos presépios mais observados é o de Botticelli, "Natividade Mística" (aprox. 1500). O quadro mostra homens e anjos se reunindo para testemunhar o nascimento de Cristo. Como observado pela "British National Gallery" (Galeria Nacional Britânica), o quadro é mais complexo do que representações de nascimento típicas. Ele usa o simbolismo que combina os relatos do Novo Testamento sobre o nascimento de Cristo com uma visão de sua segunda vinda, como descrito no livro do Apocalipse.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível