Como plotar gráficos de equações lineares usando plano em T com valores absolutos

Escrito por chance e. gartneer | Traduzido por max jahnke
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como plotar gráficos de equações lineares usando plano em T com valores absolutos
Como plotar gráficos de equações lineares usando plano em T (BananaStock/BananaStock/Getty Images)

Apesar de as funções de valor absoluto serem funções lineares em teoria, com uma única variável de entrada e um valor de saída único, os gráficos de funções de valor absoluto se comportam mais como equações de segundo grau do que como equações lineares. O gráficos em T são gráficos que fornecem a compreensão do funcionamento de uma função e também determinam as coordenadas do gráfico. Usar gráficos em T para elaborar gráficos de equações lineares de valor absoluto poderá ajudá-lo a alcançar o gráfico perfeito.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Papel milimetrado
  • Governante

Lista completaMinimizar

Instruções

    Configuração do gráfico

  1. 1

    Desenhe duas linhas perpendiculares em "T" em um dos cantos do papel de gráfico. Deixe espaço suficiente abaixo da linha horizontal de sete números.

  2. 2

    Dê ao lado da esquerda da linha vertical e horizontal e acima da linha o nome de "X". Dê ao outro lado o nome de "Y." Estes representam, respectivamente, a variável e o valor da função de valor absoluto.

  3. 3

    Escreva seis números do lado esquerdo da linha vertical. Selecione três números positivos, três números negativos e zero para o meio. Por exemplo, anote os números "8, 4, 2, 0, -2, -4, -8".

  4. 4

    Faça o mesmo número no lado esquerdo da linha vertical, apenas cuidando para converter os números de negativo para positivo. Para este exemplo os números da linha "Y" devem ser "8, 4, 2, 0, 2, 4, 8".

    Plotando

  1. 1

    Realce duas linhas perpendiculares que se cruzam no meio do papel para gráficos. Dê à linha vertical o nome de "Y" para o eixo y e à linha horizontal de "X" para o eixo x.

  2. 2

    Meça e coloque marcas ao longo de cada eixo correspondente aos números do gráfico em T. Para este exemplo, meça e marque os números que vão de -8 a 8 no eixo-x, e de 2 a 8 no eixo y. Coloque cada marca com o número de uma linha existente do papel milimetrado.

  3. 3

    Os pontos do gráfico correspondem aos números dados nas colunas "X" e "Y" do gráfico T. Por exemplo, os números da primeira linha, 8 e 8, tornam-se as coordenadas do gráfico em que o primeiro 8, ou o 8 na coluna "X", corresponde a um 8 marcado no eixo-x , e os outros 8 correspondem aos do eixo y. O ponto a desenhar fica onde a linha vertical atravessa a linha que corta o 8 no eixo y.

  4. 4

    Trace o resto dos pontos no gráfico em T da mesma forma.

  5. 5

    Ligue os pontos do gráfico em conjunto, traçando uma linha com a borda reta da régua que comece no lado direito, vá para baixo e para a esquerda através dos pontos descendentes até a origem, ou o ponto 0 sobre o eixo-x e 0 sobre o eixo y, e, em seguida, dirija-se para a esquerda para ligar os pontos no lado esquerdo do eixo y. O gráfico deve ser semelhante a um "V."

  6. 6

    Desenhe setas em cada uma das extremidades do gráfico para ilustrar que as linhas em ambas as direções continuam indefinidamente.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível