Procedimento cirúrgico de castração em cães

Escrito por rosemarie calvert | Traduzido por sara cavenaghi
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Procedimento cirúrgico de castração em cães
Veterinários recomendam castrar os filhotes antes dos seis meses de idade (Puppy eyes image by Marfa Faber from Fotolia.com)

A esterilização ou castração é a remoção cirúrgica dos testículos do cão macho. Veterinários realizam esse procedimento de forma rotineira, principalmente para o controle da população animal de estimação. Modificação de comportamento, prevenção de doenças e tratamento de doença são outras razões para castrar um cão macho. Tal como acontece com qualquer cirurgia, especialmente aquelas realizadas sob anestesia geral, o procedimento envolve alguns riscos. No entanto, a maioria deses são menores e não requerem tratamento. A taxa de mortalidade relatada é de menos de 0,1 por cento.

Outras pessoas estão lendo

Tempo de duração

A idade ideal para castrar um cão costuma ser de seis a nove meses. Não existe nenhuma evidência científica clara para essa recomendação. Arnold L. Goldman, DVM, sugere que essa prática surgiu "como uma resposta à mortalidade por anestésico em animais muito jovens, na primeira metade do século 20." Ele explica que, por causa da evolução significativa dos procedimentos anestésicos, a recomendação atual é de 7 a 12 semanas. Além disso, os pacientes mais jovens se recuperam mais rapidamente e com menos complicações.

Exames e triagem

A maioria dos veterinários examinam e pré-selecionam seus pacientes antes da cirurgia para ter certeza de que estão saudáveis o suficiente para submeterem-se a anestesia geral. Além disso, o trabalho de laboratório informará ao cirurgião sobre quaisquer anomalias que podem afetar o sucesso do procedimento. A esterilização, geralmente, inclui uma contagem e perfil bioquímico completo de sangue e urina. Se os técnicos de laboratório encontrarem quaisquer anormalidades significativas, o veterinário poderá adiar ou cancelar a cirurgia, dependendo da gravidade dos problemas de saúde.

Antes da cirurgia

Pouco antes da cirurgia, a administração de uma injeção de pré-operatório leve acalma o cão. Após a administração do anestésico IV vem a colocação de um tubo endotraqueal. Isso permite que a inflação imediata do pulmão caso surja uma emergência. Em seguida, vem a ligação do paciente nos aparelhos de monitoração cardíaca e respiratória, seguido da raspagem e limpeza da área ao redor dos testículos do cão para se certificar de que esteja estéril. Após a transferência para a sala de cirurgia, o veterinário liga o cão ao equipamento de monitoramento.

Durante a cirurgia

Técnicos monitoram continuamente os sinais vitais do cão, que inclui pulso, respiração e ritmo cardíaco. Eles também monitoram continuamente os níveis de oxigênio na corrente sanguínea. Em seguida o cirurgião faz uma incisão acima do escroto, e empurra cada testículo para fora através da incisão. Ele retira o tecido para expor a vasculatura (sangue dos testículos), que ele coloca grampos, faz a ligadura e recoloca no interior do testículo. O cirurgião fecha a camada subcutânea, e depois fecha a pele com suturas.

Depois da cirurgia

De acordo com o Colégio Americano de Cirurgiões Veterinários (CACV), "cuidados posteriores para o paciente serão compostos de coleira de controle por duas semanas. Compressas frias e analgésicos orais, como medicamentos anti-inflamatórios não esteroides podem ser recomendados, dependendo da imagem clínica imagem ". Em 10 a 14 dias, o veterinário irá fazer um exame pós-operatório e remover as suturas. Se a ferida estiver irritada e seu cão está constantemente lambendo o local da sutura, o veterinário pode prescrever um colar elizabetano, o que impede seu cão de lamber seu corpo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível