Prognóstico do câncer de mastócitos em cães

Escrito por tracy hodge | Traduzido por samuel silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Prognóstico do câncer de mastócitos em cães
Boxers são genéticamente predispostos ao câncer de mastócitos (dog - boxer image by Vasiliy Koval from Fotolia.com)

O câncer de mastócitos é uma forma potencialmente fatal de câncer que é comum em cães. De acordo com o Peteducation.com, os mastocitomas são responsáveis ​​por 20% de todos os tumores da pele em cães. A detecção e o tratamento precoce são a chave para a saúde a longo prazo e a sobrevivência de cães afetados com o câncer das células mastro. Os cães que recebem tratamento nos estágios iniciais de câncer têm a maior chance de recuperação.

Outras pessoas estão lendo

Identificação

Os mastócitos são encontrados nos tecidos do corpo, tais como o trato respiratório, o intestino e a pele. Essas células são importantes para a função do sistema imunológico do animal. Uma célula tumoral mastro se forma a partir dessas células e, geralmente, apresenta-se como um nódulo na pele. O Vetsurgerycentral.com afirma que cerca de 10% dos cães que desenvolvem um tumor de células mastro desenvolverão tumores múltiplos. O câncer de mastócitos é mais comum em boxers, golden retrievers, pugs, boston terriers e bulldogs ingleses. Os mastocitomas são geralmente vistos em cães mais velhos, com idade média de 8 1/2 anos a 9 1/2 anos de idade.

Diagnóstico

Os mastocitomas podem ser grandes ou pequenos e muitas vezes parecem insignificantes. A fim de confirmar o diagnóstico de câncer de mastócitos, uma aspiração com agulha muitas vezes é necessária. A agulha é colocada dentro do tumor e uma amostra das células tumorais é recolhida. Ao exame microscópico, o veterinário determinará se o câncer de mastócitos está presente.

Classificação

O prognóstico do câncer das células mastro em cães pode depender do "grau" do tumor. O veterinário utiliza um sistema de classificação para determinar a gravidade do tumor e a sua probabilidade maligna (cancerosa). Os tumores que são considerados de grau I são os mais frequentemente benignos e não devem espalhar-se por outras áreas. Os tumores de grau II estendem-se abaixo da pele para os tecidos do cão. Os tumores de grau II possuem células que estão começando a mostrar sinais de malignidade. O de grau III é o tipo mais grave de câncer, em que o tumor invadiu as áreas mais profundas da pele, é muito agressivo e pode propagar-se rapidamente.

Estágio

Após remover o tumor, o veterinário verificará seu estágio. O estágio é uma medida de quanto tempo o tumor está presente no corpo e como se espalhou. O estágio 0 é dado aos tumores que não são completamente removidos, e não se espalham para os nódulos linfáticos. O estágio I é um tumor completo presente que não se espalhou para os gânglios linfáticos. O estágio II descreve tumores singulares que se espalharam para os linfonodos. O estágio III é caracterizado por vários tumores grandes que podem ou não ter se espalhado para os nódulos linfáticos. O estágio IV é a forma mais grave de câncer de mastócitos, com tumores múltiplos presentes que se espalharam para os tecidos profundos da pele e para os gânglios linfáticos.

Tratamento

Os cães que passam pela remoção cirúrgica de tumores de mastócitos podem ter um prognóstico melhor do que os cães que não se submetem à cirurgia. De acordo com Peteducation.com, a remoção cirúrgica geralmente cura completamente os tumores de estágio I e o estágio II em cães. A radiação pode ser administrada após a remoção do tumor, bem como a quimioterapia para cães que têm vários tumores que se espalharam para outras áreas.

Considerações

O prognóstico para cães com câncer de mastócitos depende do grau e estágio do tumor quando é diagnosticado. Os cães com tumores em um estágio menor têm um prognóstico melhor do que cães com um tumor em estágio superior. A localização do tumor também desempenha um papel importante na recuperação do cão. Os cães com mastocitomas nos membros têm uma visão melhor do que cães com tumores nas unhas, focinho, genitais e boca. O pior prognóstico para o câncer de mastócitos envolve cães com tumores no intestino, medula óssea e baço.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível