Como os propulsores de freio a vácuo funcionam?

Escrito por lars tramilton | Traduzido por ricardo torres iupi
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como os propulsores de freio a vácuo funcionam?
O sistema dos propulsores de freio a vácuo possibilitam que um carro freie sem estar ligado por alguns instantes (Thinkstock/Comstock/Getty Images)

Outras pessoas estão lendo

Conhecimento

Os propulsores de freio a vácuo estão localizados entre o firewall e o cilindro mestre do freio de um veículo. Eles são silenciosos e não utilizam gasolina ou eletricidade. Eles funcionam para permitir que os carros sejam capazes de parar com um leve toque no pedal do freio. Antes deles, era necessário pisar com força no pedal para fazer um automóvel parar.

Função

Os propulsores contemporâneos funcionam através da energia do vácuo, daí a origem do nome. Os motores produzem esse tipo de energia ao correr. Esses propulsores captam o vácuo do motor, com a ajuda de uma mangueira de borracha que vem do coletor de admissão. Em seguida, o vácuo é utilizado para aumentar a pressão que é aplicada ao pedal, tornando muito mais fácil parar o veículo sem ter que pisar sobre o freio. Isso permite que o veículo pare rapidamente. Resumidamente, esses componentes tiram o vácuo do motor e multiplicam a força aplicada pelo pé.

Válvula de retenção

As válvulas de retenção são um dos componentes dos propulsores de freio a vácuo. Elas existem para evitar a perda de vácuo do motor na situação de um carro parado e estão localizadas no circuito do hidrovácuo. Elas conseguem conter uma força de vácuo suficiente para oferecer uma impulsão total de cerca de dois ou três toques no pedal. A válvula de retenção impede a fuga do vácuo também. Os vazamentos correspondem ao principal motivo de troca dessa peça.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível