Quais são os efeitos colaterais do adoçante Equal?

Escrito por heather mckinney | Traduzido por angela spada
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais são os efeitos colaterais do adoçante Equal?
Muitas pessoas preferem o adoçante Equal para adoçar seu café (sweeten coffee image by Radu Razvan from Fotolia.com)

Os pacotes azuis do adoçante Equal são comuns nas mesas da maioria dos restaurantes e em muitos lares. Muitos preferem esse adoçante artificial de baixa caloria a outros do mercado e percebem que seu uso ajuda a cortar as calorias. Equal é uma marca comercial americana que contém o composto de aspartame, algumas vezes comercializado como NutraSweet. Alguns pesquisadores ligam o aspartame a efeitos colaterais adversos enquanto outros dizem que é perfeitamente seguro.

Outras pessoas estão lendo

Efeitos neurológios

A nutricionista texana Dra. Janet Starr Hull fundou uma organização chamada GoldStarr Research Foundation que pesquisa o aspartame e seus efeitos. A Dra. Hull cita uma série de problemas neurológicos ligados ao aspartame. Ela alega que a razão para essas reações adversas é que o ser humano realmente digere o aspartame e o deposita por todo o corpo. Isto difere da sacarina, que o corpo não consegue digerir. Alguns efeitos colaterais neurológicos associados ao adoçante são: convulsões, cefaleias, tremores e tontura.

Sintomas de doença crônicas

A pesquisa da dra. Hulll indica que os efeitos do aspartame podem simular os sintomas de várias doenças crônicas, como a doença de Alzheimer, esclerose múltipla, fibromialgia e lúpus. A posição da dra. Hull é a de que o aspartame envenena o corpo e produz esses sintomas. Ela acredita que o aspartame aumenta a composição de aminoácidos corporais.

Possível carcinógeno

A Universidade St. Cloud publicou um informe em 2008 afirmando que pode haver uma ligação entre aspartame e câncer, porém, ressalta que houve apenas alguns poucos estudos independentes a respeito, portanto, não há uma resposta definitiva em relação ao seu status como carcinógeno. A universidade recomenda usar açúcar natural, se possível, e limitar a ingestão de todos os adoçantes artificiais.

O outro lado

Muitos pesquisadores discordam que o aspartame seja prejudicial. A Environment, Health and Safety Online (EHSO) é uma organização independente de profissionais que dá informações aos consumidores. Ela afirma que a Food and Drug Administration (Administração de remédios e alimentos, FDA) permitiu o aspartame no mercado somente após ter sido submetido a mais de cem experimentos científicos. Segundo a EHSO, embora seja verdadeiro que a substância é digerida, ela consiste em compostos já encontrados no corpo e em alimentos naturais e não existe uma ligação definitiva entre o aspartame e os efeitos colaterais adversos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível