Semelhanças e diferenças entre budismo e islamismo

Escrito por hans fredrick | Traduzido por iana lira
Semelhanças e diferenças entre budismo e islamismo
O Buda é representado de muitas maneiras diferentes na arte e na escultura (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

O budismo e o islamismo são duas das maiores religiões do mundo. Embora a maioria das pessoas só pense nas diferenças entre essas duas principais religiões, algumas semelhanças também as unem. Encontrar semelhanças entre religiões é, muitas vezes, uma forma de pessoas tolerantes enfatizarem por que a religião não deve ser motivo de conflito e guerra. As diferenças são apenas parte do que torna cada fé única e adequada para aqueles que seguem sua doutrina.

Humanidade

No coração do budismo e do islamismo encontra-se um respeito profundo e permanente pela humanidade. As pessoas que seguem uma ou outra religião são ensinadas a valorizar a vida. O amor pelas pessoas em todo o mundo e em todas as formas possíveis é importante para os seguidores dessas duas crenças. Esse respeito pela humanidade e o amor à vida são algo que se encontram no centro da maioria das principais religiões ao longo da história, mesmo quando dito ou abordado de diferentes maneiras.

Moderação

Tanto o budismo como o islamismo têm doutrinas que promovem a moderação na vida. Ambas as religiões expressam o sentimento de que viver nos extremos de muito prazer sensual, ou muita dor e negação do prazer, não é saudável. Em vez disso, ambas as religiões aconselham que o equilíbrio é o caminho para um ser humano saudável e feliz. No budismo, isso é expresso como o "Caminho do Meio". No islamismo, o Alcorão descreve uma "Nação do Meio", cujos membros devem procurar moderação.

Um livro

No islamismo, o conceito de um texto sagrado para os fiéis interpretarem e seguirem rigorosamente é muito importante, assim como no cristianismo ou no judaísmo. No islamismo, o Alcorão é o livro sagrado. Os muçulmanos acreditam que esse livro contém a palavra de Deus, tal como apresentada ao profeta Maomé. No budismo, não há um livro central seguido no núcleo da fé. Em vez disso, os budistas dependem de uma série de livros e escritos compilados com base nos ensinamentos do Buda.

Deus e o diabo

Na maioria das esferas do budismo, o diabo e Deus não são figuras tão importantes quanto no islamismo. O bem e o mal no budismo são mais claramente definidos dentro do indivíduo do que por figuras externas. No islamismo, por outro lado, Alá é Deus e tudo o que é bom. O islamismo também aceita a presença de Satanás como tentador e pai da mentira que tenta prender a humanidade com sua maldade.