Sinais de bullying em uma criança de 5 anos

Escrito por kimberly hawthorne | Traduzido por paula belchior
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Sinais de bullying em uma criança de 5 anos
A agressividade é um sinal de bullying (Brand X Pictures/Brand X Pictures/Getty Images)

Como pai, você tem um desejo natural de proteger o seu filho. Você pode levá-lo até o ponto de ônibus, ensiná-lo sobre os estranhos e se preocupar se ele está indo bem na escola. Nessa idade, muitos pais ainda não se preocupam com a hipótese de seu filho sofrer bullying, mas, muitas vezes, isso acontece. Se seu filho de 5 anos de idade está sendo vítima dessa agressão, há um valentão de 5 anos de idade cometendo-a. Ambos os casos existem sinais que devem ser observados.

Outras pessoas estão lendo

Sinais de bullying

É difícil para muitos pais considerar que a criança tenha tendências à prática de bullying, mas corte o comportamento pela raiz antes que fique fora de controle pelo bem de seu filho. Crianças que respondem positivamente à violência ou são fisicamente agressivas com os adultos podem estar em seu caminho para a prática de bullying com seus coleguinhas. Outros sinais a observar são o temperamento, o comportamento impulsivo e a frustração por causas pequenas. Crianças com tendências à prática de bullying mostram pouca simpatia para com os outros que estão sendo feridos na televisão ou na realidade. Se o seu filho é rápido em quebrar as regras, mas é bom em tentar não sofrer as consequências, talvez você tenha um valentão em suas mãos.

Razões para bullying

Existem muitas teorias sobre o motivo de algumas crianças se tornarem agressores, mas as razões muitas vezes variam de uma criança para outra. O bullying é um comportamento antissocial, e por vezes violento, entre as crianças de todos os estilos de vida e etnias. As crianças que praticam bullying com as outras tendem a ser populares e ter muitos amigos que apoiam o comportamento do agressor, embora a popularidade geralmente diminua conforme a criança cresce. Os meninos valentões tendem a preferir a agressão física ao passo que praticantes de bullying do sexo feminino mais frequentemente focam em aspectos psicológicos, tais como a exclusão e o espalhamento de boatos.

Sinais de uma vítima

Mesmo em famílias estreitamente ligadas, as crianças vítimas de bullying podem achar que é difícil contar o problema a um membro da família. Isso é frequentemente devido aos sentimentos de embaraço ou vergonha. Uma criança que gostava da escola, mas tem uma súbita perda de interesse em ir pode ser uma vítima de bullying. A falta de interesse pode se manifestar em uma falsa doença, medo, tristeza, perda de apetite, ansiedade ou dificuldade para dormir. Além de hematomas físicos e cortes, um sinal mais frequentemente notado é a decadência das notas e relatórios de desempenho ruins de professores.

Intervenção

O primeiro passo que um pai deve tomar é a intervenção. Não importa se o seu filho é o agressor ou a vítima, você deve conversar com ele. Como pai, você deve manter a mente aberta quando um professor ou outro progenitor acusa seu filho de bullying contra outra criança. Ficar na defensiva não ajuda. As crianças muitas vezes escondem seus comportamentos negativos de seus pais. Pode ser difícil para um pai entender que o seu filho está agindo de forma manipuladora e desonesta. As competências parentais são muitas vezes a culpa do mal comportamento das crianças; o que não é necessariamente o caso. Não se ofenda com as acusações, tome medidas para corrigir seu filho. No final, é o melhor para vocês dois.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível