Sobre a radiologia forense

Escrito por lesley henton | Traduzido por mirella veloso
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Sobre a radiologia forense
O trabalho do radiologista forense pode ser desafiador (http://free-stock-photos.com/)

A radiologia forense é a ciência da utilização de raio-x e outras tecnologias de imagem para ajudar em investigações e coletas de provas para serem apresentadas em um tribunal, em casos cíveis e criminais. Essa ciência tem um longo histórico e existem inúmeros modos de usos para as técnicas de radiologia forense. O trabalho do radiologista forense pode ser desafiador e por vezes estressante, mas também é recompensador, quando as vítimas são ajudadas e os mistérios resolvidos.

Outras pessoas estão lendo

Definição

A radiologia é definida como "o galho da ciência médica, que lida com o uso médico de raio-x ou outras radiações penetrantes" e forense significa "utilizada ou aplicada em investigações e estabelecimento de fatos ou provas em um tribunal", de acordo com a Universidade Princeton. Os radiologistas forenses utilizam raios X e outras tecnologias de imagem para coletar a prova a ser usada em julgamentos cíveis e criminais.

Histórico

A primeira vez que um aparelho de raio X foi usado com um propósito forense, foi logo após a tecnologia foi inventada, de acordo com o Instituto Victoriano de Medicina Forense (VIFM). Em 1895, Wilhem Roentgen descobriu os raios X e apenas poucos meses depois, uma bala alojada na perna de uma vítima de disparo foi mostrada em um raio X e a prova foi usada no tribunal para processar o acusado por tentativa de homicídio. Além de sujeitos vivos, a radiologia forense é comumente usada logo antes de autópsias. A ciência tem desenvolvido ao longo dos anos, incluindo os CAT scans, RMI e tecnologias de ultrassonografia.

Utilização

O IVMF afirma que a radiologia forense pode ser usada para muitos propósitos distintos, tais como: Em investigação de mortes e assassinatos suspeitos -- os raios X do morto tirados antes da autópsia podem revelar a causa da morte ou alertar o patologista que uma morte é suspeita.

Analisar "eventos médicos adversos" -- durante uma internação hospitalar ou procedimento médico algo ocorrer de errado e causar danos ao paciente, a radiologia forense pode fornecer pistas e provas do que aconteceu. Os raios X são parte importante de qualquer procedimento médico, pois são uma gravação permanente da condição do paciente.

Casos legais -- em casos, por exemplo, em que ocorreu uma agressão, os médicos irão pedirão raios X da vítima, para que a prova do dano possa ser mostrada no tribunal.

Casos de abuso de menor -- como parte da investigação rotineira para alegações de abuso de crianças, os raios X são obrigatórios para mostrar evidências das lesões agudas e crônicas.

Tráfico de drogas -- na comércio ilegal de narcóticos, o contrabando de drogas por ingestão ou inserção delas nas cavidades corpóreas é comum. A radiologia forense pode ajudar os oficiais de execução da lei a encontrar esses pacotes escondidos.

Identificação do corpo -- juntamente com os registros dentários e a análise do DNA, as imagens radiológicas podem ser usadas para identificar vítimas desconhecidas. Imagens retiradas antes da morte podem ser comparadas com as imagens post-mortem, a fim de encontrar semelhanças.

Qualificações

De acordo com a revista especializada em radiologia "RT Image" não existem cursos específicos para a radiologia forense. Os alunos podem treinar para se tornarem radiologistas e estarão aptos a fazer o trabalho forense. Ou podem estudar a ciência forense com um foco em radiologia. Embora as qualificações variem de empregador para empregador, um bom candidato é orientado pelos detalhes pode trabalhar bem em um grupo e sobressair-se sob pressão.

Procurando um emprego

Profissionais qualificados que queiram trabalhar com a radiologia forense provavelmente encontrarão muitas portas abertas. O radiologista forense B.G. Brogdon diz que não muitas pessoas perseguem esse ramo de atividade devido ao seu aspecto por vezes violento. Algumas pessoas escolhem fazer a radiologia forense apenas por meio período, enquanto também fazem outras tarefas radiológicas ou forenses. Brogdon recomenda apenas comparecer a um consultório de um médico legista e perguntar sobre posições disponíveis. Existem também cursos educacionais online e recursos de carreira, incluindo o site da Academia Americana de Ciências Forenses.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível