Tartarugas minúsculas que não crescem

Escrito por judith willson | Traduzido por felipe d. alves
Tartarugas minúsculas que não crescem
Filhotes de tartaruga crescem rapidamente (turtle 2 image by Stjepan Banovic from Fotolia.com)

Cuidar de uma tartaruga não é brincadeira, e se você não tem os recursos ou o tempo necessário para cuidar de uma tartaruga, você não deve nem comprá-la. Mesmo deixando de lado os riscos de conseguir uma tartaruga selvagem, e de transmissões de doenças, as tartarugas crescem daquele filhotinho que cabia dentro do aquário até precisar de um lago em menos de um ano. No entanto, certas espécies de tartaruga permanecem pequenas o suficiente para poder viver dentro de um tanque grande suas vidas inteiras, a menor das quais não ficando maior do que dez centímetros.

Pequenas espécies de tartaruga

Entre as espécies de tartaruga comumente mantidas em cativeiro estão as dos gêneros Kinosternon e Sternotherus, ou as conhecidas como Tartaruga-do-ouvido-vermelho ou a Tartaruga Terrapin, sendo que dependendo da espécie, uma Sternotherus adulta não deve passar de entre 10 e 15 centímetros, e as menores Kinosternon adultas possuem em torno de 12 centímetros. Tartarugas-do-ouvido-vermelho são comumente vendidas como bichos de estimação, mas apesar de não se tornarem grandes, também não ficam pequenas, podendo alcançar 30 centímetros, enquanto Terrapins fêmeas chegam a 22 centímetros, embora os machos sejam em média um terço menores.

Espaço necessário

De forma bem geral, cada 2,5 cm de tartaruga precisa de 40 litros de espaço no tanque ou lago, de forma que uma Tartaruga-do-ouvido-vermelho, por exemplo, tenha 30 cm de diâmetro, vai precisar de 450 litros de água. No entanto, é bom lembrar que as necessidades variam de acordo com a espécie, e algumas tartarugas vão precisar de uma área de repouso maior, ou mais aquecedores, ou no caso de algumas tartarugas terrestres, solo onde se enterrar. Lagos no jardim são ótimas opções se você viver em um clima adequado para sua tartaruga, e seja bem protegido contra predadores ou o risco de ela fugir.

Problemas

O comércio de animais exóticos possuem um lado negro, e ele inclui essas tartarugas pequenas, que são regularmente retiradas do seu habitat selvagem e tem a sobrevivência da espécie comprometida, tal qual a Tartaruga-aligator ou a Cuora flavomarginata, além de existir casos de humanos pegando salmonela de tartarugas selvagens. As tartarugas também não são bons animais para crianças, sendo em geral pouco amigáveis e precisando de cuidados em demasia. Várias pessoas que se arrependeram de ter uma tartaruga as libertam em ambientes impróprios, o que, se não levar à morte do animal, pode causar problemas com o ecossistema local.

Considerações

Antes de comprar uma tartaruga, verifique a espécie, que o animal nasceu em cativeiro, e que é legal manter aquele tipo de tartaruga na sua área. Como existem várias pessoas que compram uma tartaruga e depois se arrependem, o melhor local para se conseguir uma é um santuário para animais abandonados, que também podem lhe informar sobre as necessidades de cada espécie. Caso isso seja impossível, procure um criador com boa reputação.