Mais
×

Taxa de cura de cancer no linfonodo

Atualizada July 20, 2017

Se você ou alguém que ama foi diagnosticado com câncer no linfonodo, também conhecido como Linfoma de Hodgkin ou doença de Hodgkin, saiba que o prognóstico e o tratamento para esse tipo de câncer são bastante promissores. Descoberto em 1832 por Thomas Hodgkin, esse câncer ataca o sistema linfático do corpo, mas, quando diagnosticado e tratado nos estágios iniciais, apresenta 90% de chance de cura, um índice bastante alto, comparado com outros tipos de câncer.

Sintomas

O câncer no linfonodo tem dois períodos de ocorrências relativamente altas, na juventude entre os 15 e 36 anos e em adultos acima de 55 anos de idade. Mais comum entre brancos, ele é mais frequente em homens do que em mulheres, e dois terços dos sintomas são percebidos nos estágios iniciais. Inchaço nos gânglios linfáticos do pescoço, axilas ou virilha, coceira nos pés e dor pelo consumo de álcool são alguns dos sintomas mais comuns. Testes de sangue e biopsias são utilizados para acompanhar a progressão da doença

Diagnóstico

Uma vez identificada a quantidade de células cancerígenas, um regime de tratamento de radioterapia e/ou quimioterapia é prescrito. Os estágios da doença são identificado de I a IV, sendo A como não-sintomático e B como sintomático. Por exemplo, o estágio IIIB identifica que a doença está presente em muitos linfonodos e o paciente apresenta sintomas como suores noturnos e dores nas costas.

Prognóstico

Inicialmente a radiação foi usada para tratar essa doença, mas avanços nas drogas de quimioterapia têm elevado a taxa de sobrevivência para 98% nos estágios iniciais do tratamento (I-III) e para 85% no estágio IV do linfoma. O regime-padrão nos Estados Unidos é ABVD e Stanford V, que inclui um componente de terapia de radiação, enquanto na Europa o mais utilizado é o BEACOPP. Esses coquetéis de drogas são administrados por um médico ou enfermeira oncologista em um hospital ou consultório durante um período de três a seis meses.

Quando poderei dizer que estou curado?

Segundo Mitchell Smith, diretor do serviço de linfoma do Fox Chase Cancer Center, na Filadélfia, a maioria das pessoas sentem-se confortadas ao ouvirem que estarão curadas em cinco a 10 anos. Entretanto, 95% dos pacientes estão livres da doença após cinco anos.

Sobrevivência

Os índices de sobrevivência estão aumentando com a adoção de tratamentos mais precisos. Somente seu médico pode determinar a melhor abordagem a usar no tratamento da doença. Como muitos pacientes vivem além de cinco anos, os oncologistas minimizam a possibilidade de recorrência da doença. No entanto, isso não elimina a possibilidade de surgimento de um outro tipo de câncer.

bibliography-icon icon for annotation tool Cite this Article