Que temas modelaram a arte, literatura e música romântica?

Escrito por jeff miller | Traduzido por natalia peres
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Que temas modelaram a arte, literatura e música romântica?
Florestas encantadas, reis benevolentes e auto-expressão foram invenções do período romântico (forest image by Marcin Chochlew from Fotolia.com)

Por volta de 1770, o racionalismo e outros ideais do Iluminismo haviam seguido seus caminhos. As classes médias instruídas que surgiram na Inglaterra e Alemanha estavam ansiosas para descobrir campos do pensamento e das ideias além do mundo racional. A riqueza recém-descoberta das classes médias permitiu mais tempo para o auto-descobrimento que abriu os domínios da imaginação para a literatura, arte e música. Rejeitando as ideias antigas do passado clássico, os artistas, escritores e músicos românticos buscaram expressar humor, aventura e misticismo em suas criações.

Outras pessoas estão lendo

Pessoas comuns

O folclore alimentou a imaginação popular e adotou a crença de que as pessoas comuns tinham a capacidade de criar arte, literatura e música que poderiam se igualar às dos artistas instruídos da época. Um retorno à simplicidade e natureza derrubou a racionalidade do Iluminismo. O formato acadêmico estabelecido da mitologia clássica e dos temas religiosos foi rejeitado. Os artistas focaram fortemente nas experiências da vida cotidiana e nas pessoas como inspiração.

Herança europeia

Uma nova forma de literatura carregada de emoções e exotismo emergiu durante o período romântico. O romance gótico influenciou as artes visuais, a música e o teatro. Ao invés de retornar às influências clássicas gregas e romanas, o Romantismo se focou nas realizações europeias entre os séculos 12 e 14. Cenários exóticos eram preenchidos de descrições sensuais e emocionalmente carregados, dando pouca atenção à realidade mundana e à filosofia. Esses temas vivem hoje nos contos de "Robin Hood" e do "Rei Arthur e os Cavaleiros da Távola Redonda".

Individualismo

A ideia de que um indivíduo poderia ser mais do que sua herança era um novo conceito do período romântico e um de seus desenvolvimentos mais importantes. Conforme o capitalismo se propagava pela Europa, ele abria portas para as pessoas passarem de um status inferior para um mais alto através do comércio. Essas fortes novas realidades eram refletidas na arte e na literatura. O herói romântico era ousado, disposto a se rebelar e se levantar contra uma força superior em razão de suas próprias crenças pessoais. A ideia era que cada indivíduo que tivesse algo único para expressar encontrasse um modo na literatura e na arte. A auto-expressão era, pela primeira vez, aceita como uma alternativa válida pelos estabelecimentos estruturados da religião e da filosofia.

Natureza

Ao longo da história, as sociedades europeias viam a natureza como uma força a ser superada e, por fim, dominada. O período romântico marcou um retorno da natureza como uma forma idealizada. Até então os artistas tinham pouco interesse em temas naturais como as paisagens. Durante o Romantismo, a natureza foi reavaliada e ganhou um status místico. A maioria das nossas ideias modernas sobre a natureza, como lagos plácidos, florestas encantadas e paisagens de montanhas inspiradoras vieram do período romântico.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível