Como testar um sensor de oxigênio pré-OBD

Escrito por johnathan cronk | Traduzido por élvio cunha
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como testar um sensor de oxigênio pré-OBD
Teste um sensor de oxigênio pré-OBD com um multímetro para verificar a tensão adequada (Polka Dot Images/Polka Dot/Getty Images)

Um sensor de oxigênio instalado em um veículo pré-OBD deve ser manualmente testado com um multímetro. Esses carros são modelos mais antigos que não estão equipados com códigos computadorizados do motor, assim você não recebe um alerta da injeção eletrônica quando o sensor começa a falhar. Se você observar que o seu motor está mais lento e ineficiente na eliminação de gás, teste o sensor de O2 para a tensão e desempenho adequados.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

Instruções

    Instruções

  1. 1

    Abra o capô do veículo para acessar o sensor de O2. Ele se encontra instalado ao lado do coletor do escapamento. O sensor é um componente do tipo plugue com um fio que sai da parte superior do mesmo. O local exato pode variar um pouco de acordo com o fabricante. Consulte o manual de reparos para uma melhor esquematização.

  2. 2

    Desconecte o chicote de fios do sensor. Dependendo da marca e modelo do veículo, o sensor terá um único fio ou uma conexão de três fios.

  3. 3

    Anexe a ponta positiva do multímetro ao terminal do fio de sinal no sensor. A ponta positiva é de cor vermelha. Se você tem um sensor com um único fio; prenda-o ao fio de sinal. Se o veículo for equipado com um sensor multi-fio, ligue a ponta positiva no fio do meio, que é o fio de sinal. Os outros fios são utilizados para aquecer o sensor.

  4. 4

    Conecte o cabo negativo do multímetro a um ponto aterrado ou de superfície. O terminal negativo da bateria ou a superfície de metal do motor podem servir como fio terra. O polo negativo é de cor preta.

  5. 5

    Ligue o multímetro e gire o seletor para a configuração “DC Volts”. Insira a chave na ignição e ligue o motor. Deixe o veículo em marcha lenta por alguns minutos, o que permite que o sensor se aqueça para a leitura correta. Monitore o multímetro lendo a tensão do sensor. A leitura de tensão deve oscilar entre 0,2 e 0,8 volts, em média em torno de 0,5 volts. Se o aparelho não detectar tensão, ou ela for muito elevada ou muito baixa, o sensor está defeituoso e deverá ser substituído.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível