Tipos de solos europeus

Escrito por erik devaney | Traduzido por franciele gobi
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tipos de solos europeus
Os luvissolos têm camadas superiores formadas de húmus (humus image by charles jouvin from Fotolia.com)

O tipo de solo de cada região possui um papel muito importante na determinação de que espécies de árvores, flores, frutos e outras plantas podem se desenvolver nela -- caso tenham essa capacidade. No continente europeu e ilhas circundantes, existe um vasto conjunto de diferentes tipos de solos que variam em textura, cor, composição e capacidade de sustentar o crescimento de plantas.

Outras pessoas estão lendo

Luvissolo

Presente principalmente no centro da Europa, os luvissolos são solos férteis que possuem três camadas distintas. De acordo com AgroStats.com, elas consistem de uma camada superior de matéria orgânica decomposta e em decomposição, conhecida como húmus; uma camada mediana úmida que possui baixos níveis de argila e minerais ferrosos ou à base de ferro; e uma camada inferior rica em nutrientes, composta de argila, magnésio, potássio e/ou sódio. Os luvissolos são adequados para o cultivo de uma grande variedade de plantas, incluindo grãos, videiras e pomares. Eles cobrem gentilmente paisagens inclinadas ou planas, podendo tolerar climas que variam do ameno mediterrâneo às baixas temperaturas.

Albeluvissolo

Os albeluvissolos são mais frequentes nas regiões úmidas e de baixas temperaturas do nordeste da Europa, especificamente na Lituânia, Letônia, Estônia e oeste da Rússia. O European Union's Joint Research Center aponta que o albeluvissolo é bastante ácido, sendo composto de uma camada superficial oxigenada que se estende até uma camada inferior argilosa. A superfície do solo é estriada e tem ranhuras, resultado do congelamento e descongelamento sazonal.

Podzol

De acordo com o Macaulay Institute, os solos podzol consistem de finas camadas de matéria orgânica que respousam sobre camadas mais claras e estriadas, que são quase completamente isentas e alumínio e óxidos de ferro. Presentes mais frequentemente nos países escandinavos da Noruega, Suécia e Finlândia, esses solos são ácidos e geralmente inférteis. É possível encontrá-los cobrindo terrenos inclinados e escarpados, em ambientes frios e úmidos.

Chernozem

O chermozem, que em russo quer dizer terra preta, é um dos tipos mais comuns de solo do leste europeu. Assim como apontado pela Enciclopédia Britânica, esse solo consiste de uma camada superficial escura, com profundidade geralmente de 1 metro. A cor escura do solo chernozem deriva do conteúdo altamente orgânico que o compõe. Os verões quentes e secos, assim como os invernos frios das áreas onde esse solo está presente, geralmente inibem a decomposição da matéria orgânica, tornando-o rico em húmus. O chernozem também tem depósitos que descem com o derretimento da neve na primavera e, em seguida, sobem novamente no verão para repousarem sob o húmus, diminuindo a acidez, fazendo dele um solo naturalmente fértil.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível