Tratamento para a doença da gengiva em gatos resistentes a injeções de esteroides

Escrito por angela brady | Traduzido por claudio silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tratamento para a doença da gengiva em gatos resistentes a injeções de esteroides
A doença da gengiva causa inflamação dolorosa (teeth and tongue detail of a domestic cat image by Steve Mann from Fotolia.com)

A doença na gengiva ocorre quando bactérias e saliva se misturam e formam uma substância áspera e dura conhecida como cálculo. Ele adere ao dente e acaba por se espalhar por baixo da gengiva, causando inflamação e infecção dolorosas. Ela pode ser tratada facilmente, principalmente quando detectada no início, mas pode causar problemas sérios se progredir sem tratamento. Os corticosteroides são mais frequentemente prescritos para reduzir a inflamação, porém gatos resistentes aos esteroides têm outras opções.

Outras pessoas estão lendo

Limpeza

O primeiro passo no tratamento dessa moléstia é uma limpeza minuciosa. O veterinário usará um aparelho odontológico de ultrassom para remover o cálculo e outro de raspagem para retirar qualquer resquício de placa bacteriana remanescente. O processo de limpeza tende a deixar minúsculos arranhões no esmalte do dente, o que poderia permitir que as bactérias retornassem ao local, por isso o veterinário irá poli-los para preenchê-los. Isso fará com que a superfície do dente fique lisa, de forma que a placa não consiga grudar nela. O veterinário examinará as gengivas para descobrir o quão profunda está a infecção, e poderá aplicar um gel de flúor para fortalecer o esmalte.

Tratamento

Ao examinar as gengivas, o veterinário ficará sabendo não somente da extensão da infecção, mas também se houve comprometimento das raízes. Se houver cálculo aderido à raiz, o médico irá removê-lo e fará o mesmo com todo o tecido doente abaixo da linha da gengiva. Frequentemente há dentes muito infectados que não podem ser salvos. Eles serão arrancados, bem como o excesso de tecido gengival que poderia ser um refúgio para as bactérias.

Reconstrução

Se as gengivas sofreram erosão ao ponto das raízes ficarem expostas, o veterinário cortará um pedaço de um dente vizinho e o reposicionará para criar um espaço adequado para o dente infectado. O raio-X pode mostrar a perda óssea em casos bem avançados de doença da gengiva; nesse caso será implantado um selante de liberação sustentada e um medicamento para estimular a regeneração óssea.

Medicação

Mesmo os gatos resistentes aos esteroides precisam de algo para controlar a forte inflamação associada à doença da gengiva. Embora os corticosteroides sejam o tratamento de escolha, nesses casos os veterinários preferem prescrever a ciclosporina e monitorar o gato e seus exames de sangue até que a dose correta seja alcançada. A ciclosporina regula a resposta do sistema imunológico às bactérias reduzindo dessa forma a quantidade de células brancas que rumam para a área infectada, diminuindo o inchaço. A aplicação complementar de um antibiótico oral de largo espectro agirá juntamente com a ciclosporina para ajudar a erradicar bactérias invasoras. Um gel bactericida de uso tópico também servirá como terapia auxiliar.

Prevenção

Alimentar o gato com uma dieta formulada especialmente para a saúde bucal é uma maneira simples de prevenir recaídas. Essas dietas normalmente consistem de ração com grãos grandes e duros para que, dessa forma, o animal seja forçado a mastigar e, assim, promover a remoção da placa do dente antes que ela endureça. Escovação frequente com creme dental para felinos e um exame detalhado da boca feito em avaliações de saúde anuais podem ajudar ajudar na descoberta precoce do problema. A maioria dos veterinários recomenda a limpeza dental anual em gatos saudáveis para evitar problemas futuros.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível