Mais
×

Tratamento para micoses em vacas

Atualizado em 21 fevereiro, 2017

Durante os meses frios do inverno, as vacas se tornam suscetíveis a contrair a micose. Os esporos da micose podem continuar ativos por muitos anos em um celeiro e, quando as condições são frias e úmidas, eles começam a germinar. A infecção da micose é causada pelo fungo trichophyton verrucosum e é uma doença cutânea altamente contagiosa muito comum em vacas.

A micose é uma doença muito comum em vacas (Thinkstock/Comstock/Getty Images)

Identificação

As lesões causadas pela micose são áreas cinzentas levemente elevadas que possuem um contorno circular. Elas variam em tamanho, dependendo de quão longe do centro a doença foi capaz de atingir.

Características

As lesões da micose são encontradas com mais frequência no peito e nas pernas de vacas adultas e nas orelhas, costas e em volta dos olhos de bezerros.

Funcionamento

Embora a micose seja altamente contagiosa e se espalhe a partir de seu centro, ela tende a alcançar um limite e então a pele começa a cicatrizar-se sozinha, mas isso pode levar vários meses.

Significado

Os tratamentos tópicos são a única forma de tratamento permitida em vacas criadas para a produção de alimentos. Isso acontece para evitar que resíduos dos medicamentos orais se acumulem dentro da carne ou passem para o leite. Cremes antifúngicos também têm sido usados.

Considerações finais

Para evitar a infecção de micose e sua recorrência, o ambiente das vacas deve ser desinfectado e limpo regularmente para eliminar os esporos causadores dessa e de outras doenças.

Advertência

Recomenda-se a vacinação para limitar a transmissão de micoses de vacas para humanos ou vice-versa, principalmente para animais que interagem com humanos diariamente.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article