Como tratar um peixe com cauda apodrecida sem matar as plantas

Escrito por sasha rousseau | Traduzido por larissa frança
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como tratar um peixe com cauda apodrecida sem matar as plantas
O filme plástico impede que o peixe pule do tanque de isolamento, mas deve ter buracos para que o ar possa circular (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

Se seu peixe estiver doente com uma cauda apodrecida, suas barbatanas podem tornar-se irregulares e desenvolver bordas vermelhas ou pretas. A condição afeta peixes com barbatanas longas e é quase sempre causada por condições de vida sujas. As plantas vivas agem como um biofiltro, mas se seu peixe estiver com esse problema, você pode necessitar de um filtro mais forte para o aquário e mudar a água mais frequentemente para evitar que aconteça novamente. A cauda apodrecida é uma infecção oportunista causada por bactérias comuns na água, logo o aquário não precisa ser tratado com medicação, somente o peixe doente. Para manter suas plantas salvas, o peixe pode ser tratado em um tanque de isolamento.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Recipiente plástico, grande o suficiente para acomodar o peixe (capacidade de pelo menos 1 L e com 10 cm de profundidade)
  • Presilhas
  • Embrulho de plástico
  • Difusor e tubulação aérea (se você tiver uma fonte de energia)
  • Rede de folha betta (se o peixe doente for um Betta splendens)
  • Comprimidos de minociclina
  • Saquinho

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Prenda o recipiente de plástico no interior do aquário com presilhas; esse será o tanque de isolamento. Prenda uma ponta da tubulação aérea em uma das saídas da fonte de energia e ligue o difusor à outra ponta da tubulação (se não tiver uma fonte de energia, pule este passo). Coloque a tubulação no tanque de isolamento. Fixe a maca de folha betta ao lado dele, cerca de 6 mm abaixo do nível de água (se estiver tratando de um Betta splendens). Eles devem ir até a superfície para conseguir ar, o que pode exaurir um peixe doente, e a maca permite que ele descanse próximo à superfície. Corte o embrulho plástico para que caiba sobre o tanque com uma folga de pelo menos 25 mm de cada lado. Faça furos no plástico com um grafo. Eleve o nível no aquecedor do aquário para que ele seja aquecido em uma temperatura constante entre 25 e 28 °C.

  2. 2

    Leia a caixa de minociclina para determinar quantos litros de água cada um deve tratar. Coloque 1 colher de sopa de água em um saquinho para cada 3,5 L de água que o comprimido tratará -- por exemplo, se for tratar 35 L de água, coloque 10 colheres de sopa de água no saco. Coloque-o no saquinho com água e deixe dissolver.

  3. 3

    Encha um balde com água de torneira -- você deve saber quantos litros de água ele contém. Trate a água com anti-cloro como de costume, mas a quantidade pode ser aumentada para até oito gotas por cada 3,5 L, se desejar. Adicione sal de aquário à água de torneira, se quiser, medindo 1 colher de sopa de sal por cada 18 L de água. Ele é um agente leve antibactericida e antifúngico, logo adicionar uma pequena quantidade à água fresca do tanque do seu peixe quando ele estiver seco pode ajudar no processo de cura. Um peixe de água salgada ou salobra necessitará de uma taxa de salinidade recomendada para a sua raça específica. Coloque uma colher de sopa de minociclina para cada 3,5 L de água houver no balde. Deixe a água "amadurecer" por pelo menos meia hora.

  4. 4

    Derrame a água tratada no tanque de isolamento, ligue a pedra difusora e deixe-a por pelo menos 15 minutos, preferencialmente mais, para que fique na mesma temperatura do aquário. Apanhe o peixe doente com uma rede e ponha-o no tanque. Coloque o papel filme sobre o topo dele e prenda-o com um elástico.

  5. 5

    Mude aproximadamente 50 % da água do tanque de isolamento do seu peixe, uma porcentagem maior se possível, duas vezes ao dia. Mantenha as mudanças rotineiras da água no aquário maior ou aumente-as. Retire a comida do seu peixe doente por pelo menos três dias. Alimente-o mais levemente que o normal após o terceiro dia e gradualmente aumente o seu consumo ao longo dos dias até que esteja comendo normalmente.

  6. 6

    Tome cuidado com as bordas das barbatanas do seu peixe para qualquer sinal de crescimentos, tais como a borda mais macia e mais branca. Observe sinais de movimento mais fácil, olhos claros e aumento de energia. Remova-o do tanque de isolamento e coloque-o de volta no aquário quando esteja bem e com capacidade de nadar mais facilmente e suas barbatanas mostrem sinais de crescimento significante.

Dicas & Advertências

  • Alguns recipientes de plástico genéricos são seguros para comida, mas arriscados para uso em aquários, por causa da maneira que eles transferem produtos químicos na água. Procure fóruns de aquários para ver se alguém foi bem sucedido no uso desses tipos de recipientes que você está tentando usar. Se estiver inseguro, fique com com aqueles feitos para guardar animais, que podem ser comprados em uma loja de animais.
  • Observe o seu peixe cuidadosamente por um mês após liberá-lo do tanque de isolamento. Se a cauda apodrecida voltar, mas o teste da água for negativo para amônia e manteve-se as mudanças de água, isso poderia ser um sinal de que o problema era só um sintoma de tuberculose ou que outro peixe no aquário está machucando as barbatanas dele.
  • Não coloque chá da árvore de petróleo na água do seu peixe antes que ele esteja com algum crescimento, especialmente se ele for um betta. O óleo revestirá o peixe e impedirá que os medicamentos passem e pode até cobrir o órgão do labirinto e tornar a respiração difícil.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível