Três efeitos do darwinismo social

Escrito por martin cole | Traduzido por natalia peres
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Três efeitos do darwinismo social
O darwinismo social foi baseado no trabalho de Charles Darwin (Peter Macdiarmid/Getty Images News/Getty Images)

O termo "darwinismo social" foi usado pela primeira vez em 1887; foi o nome dado às terias de Herbert Spencer, um filósofo elitista. Em sua forma mais simples, o darwinismo social definia que a sociedade forte sobreviverá conforme a fraca perece. O trabalho de Spencer se baseou fortemente na teoria da evolução de Charles Darwin.

Outras pessoas estão lendo

O que é darwinismo social?

Herbert Spencer cunhou a frase "sobrevivência do mais apto" e essa foi a essência de seu pensamento na sociedade. O darwinismo social aplica as teorias de Charles Darwin da natureza na sociedade, declarando que o forte e poderoso eventualmente ultrapassará o fraco. Spencer acreditava que era errado ajudar qualquer um mais fraco do que si mesmo, já que isso auxiliaria a sobrevivência de pessoas a respeito das quais as leis da natureza afirmam ter que morrer.

Efeito 1: Colonialismo e imperialismo

A teoria do darwinismo social foi usada para justificar atos como o colonialismo, onde os povos de um território tomam os territórios dos outros, suprimindo os povos indígenas. Ela também foi desculpa para o ato similar do imperialismo, no qual um país estendia seu controle e poder sobre outro, não necessariamente através de colonização. Para muitos darwinistas sociais, se os nativos de um país não puderem derrotar o exército de outro, então eles não estão aptos a sobreviver. Até o Holocausto foi defendido pelas ideias do darwinismo social. Adolf Hitler justificou o assassinato em massa do povo judeu durante a Segunda Guerra Mundial como uma eliminação de raças inferiores.

Efeito 2: Confusão

Os pensamentos de Herbert Spencer sobre o darwinismo social começaram antes de o livro de Charles Darwin, "A Origem das Espécies", ser publicado. Mas quando as teorias de Darwin se tornaram públicas, Spencer adaptou suas próprias ideias àquelas a respeito da seleção natural. Darwin acreditava que o forte sobrevive e ultrapassa o fraco. Spencer levou essas ideias adiante, afirmando que os seres humanos com poder financeiro, tecnológico e físico sobreviverão, enquanto os outros, que são inferiores, morrerão. Como as teorias possuem muitas similaridades, não penas no nome, isso pode causar confusão onde a teoria de Darwin acaba e a de Spencer começa. Apesar de Spencer aplicar os pensamentos de Darwin à raça humana, Charles Darwin apenas a teorizou na natureza — não na sociedade.

Efeito 3: Impacto positivo

Apesar do darwinismo social ter tido um grande impacto negativo na sociedade, as ideias foram usadas ocasionalmente de formas positivas. Alguns darwinistas sociais relacionaram os pensamentos de Spencer ao capitalismo liberal, ideia na qual a economia funciona melhor sem interferências do governo, já que o bem estar de comunidade é naturalmente tomar conta um do outro. Embora as doações financeiras fossem opostas, instituições públicas e outros recursos eram construídos em nome do darwinismo social, dando oportunidades aos mais aptos prosperarem, apesar do cenário financeiro.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível