Como fazer vinho de tangerina

Escrito por allan robinson | Traduzido por fábio pinheiro
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como fazer vinho de tangerina
A tangerina é uma parente próxima da laranja (Goodshoot/Goodshoot/Getty Images)

A tangerina é uma parente próxima da laranja e há pelo menos 37 variedades cultivadas. O sabor rico e fragrante das espécies Kinnow e Wilking as tornam preferíveis à preparação de vinho. E caso estas não estejam disponíveis, tenha certeza de estar usando subespécies ácidas e doces. As laranjas nessa receita devem ser do tipo Valência, que é uma variedade doce e com baixo teor de ácido cítrico.

Nível de dificuldade:
Desafiante

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • 8 a 10 pequenas laranjas Valência
  • 16 a 24 tangerinas (em números iguais de variedades de doces e azedas)
  • 2,5 litros de água
  • 550 gramas de açúcar refinado
  • Hidrômetro
  • Sacos resistentes de fibra sintética
  • 2 garrafões com pequenas câmeras de compressão ajustadas
  • 1 colher de chá de ácido cítrico
  • 1 colher de chá de enzima péptica
  • 1/4 de colher de chá de tanino
  • 1 colher de chá de nutrientes para fermento
  • 1 pacote de fermento de vinho champagne
  • Garrafas

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Rale a casca de 5 das laranjas disponíveis e junte-as em um local separado. Descasque e corte todas as laranjas e tangerinas e retire cuidadosamente toda a parte branca das frutas. Ferva a água em um recipiente de aço e dissolva açúcar suficiente para alcançar uma densidade relativa a 1,09 conforme medido pelo seu hidrômetro. Isso poderá exigir algo em torno de 550 gramas de açúcar.

  2. 2

    Coloque as cascas e as frutas cortadas em um saco de náilon resistente. Amarre o saco até vedar e esprema o suco no vaso de fermentação principal (garrafão). Coloque a sacola de náilon no garrafão e derrame a água de açúcar fervente sobre ele.

  3. 3

    Cubra o garrafão e deixa a mistura esfriar à temperatura ambiente. Adicione ácido cítrico, enzima péptica, tanino e nutrientes para fermento e feche o garrafão. Depois de 12 horas, adicione o fermento e tampe o garrafão novamente.

  4. 4

    Agite o mosto todos os dias e meça a densidade relativa do vinho. Quando a densidade cair para 1,01, entre o sétimo e o décimo dia, transfira o sumo de vinho para o segundo vaso de fermentação (garrafão) e drene o saco de náilon por gotejamento no segundo garrafão sem apertá-lo.

  5. 5

    Despeje o vinho para dentro de um outro garrafão com um sifão, mas jogue fora os restos. Isso é também conhecido como a refinação do vinho. Caso necessário, adicione água para aumentar o volume em 1 galão (até a borda), anexe a câmera de compressão e fermente o mosto para finalizar. Refine o vinho e encha-o a cada 60 dias por 6 meses. Engarrafe o vinho e deixe que envelheça por, no mínimo, mais 6 meses.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível