Lista de frutas sem amido

Jupiterimages/Photos.com/Getty Images

Consumir pelo menos três porções diárias de frutas ajudará a manter a sua saúde, mas você deve optar por uma maior quantidade de não-amiláceas para minimizar as calorias e o açúcar. As frutas de cor mais escura geralmente contêm mais nutrientes. Para fazer as melhores escolhas quando se trata desse tipo de alimento, é importante compreender os quatro grupos de frutas: doces, melões, ácidas e semiácidas.

Doces

Maria Gerasimenko/iStock/Getty Images

As frutas ricas em amido, como bananas, bananas-da-terra e tâmaras, compõem a categoria doce e devem ser limitadas na sua dieta. Apesar de saudáveis, possuem mais calorias e açúcar. Os figos são uma exceção às frutas doces quando se trata de limitações dietéticas, pois são cheios de proteínas e uma ajuda natural para o controle de peso. O nível de potássio nessa fruta também pode ajudar a abaixar a pressão arterial. Figos e folhas de figueira são escolhas alimentares sábias para os diabéticos e pré-diabéticos.

Melões

György Barna/iStock/Getty Images

Apesar do sabor doce, os melões são compostos principalmente de água. Os não-amiláceos, como melancia, cantaloupe e toranja, são excelentes fontes de vitamina C e A. Com poucas calorias, os melões também são úteis no controle do peso.

Ácidas

Hue/amanaimagesRF/amana images/Getty Images

As frutas cítricas são em grande parte ácidas e devem ser combinadas com frutas de outras categorias para se conseguir uma dieta mais equilibrada e alcalina. Embora muitas frutas cítricas tenham níveis mais baixos de amido, uma combinação desbalanceada de frutas ácidas pode causar acidez no estômago e irritação digestiva.

Frutas semiácidas

Peter Close/iStock/Getty Images

Além das maçãs, ameixas, pêssegos e do kiwi, quase todas as frutas silvestres estão no grupo de frutas semiácidas. Para a menor quantidade de amido, opte por morangos, cranberries, amoras, framboesas e mirtilos (blueberries). Cheias de fibras, as frutas silvestres também contêm flavonoides, que têm propriedades anticancerígenas.

O amido e o índice glicêmico

Guangyu Cai/iStock/Getty Images

Existente em alimentos de origem vegetal, o amido é um carboidrato que as plantas usam para produzir energia na forma de glicose. É mais difícil para o corpo metabolizar a glicose do que a sacarose e, por conseguinte, muitos frutos ricos em amido podem ter um efeito negativo sobre o açúcar no sangue e a insulina. O índice glicêmico é utilizado para avaliar os carboidratos com base no efeito deles sobre os níveis de açúcar no sangue, de modo que pode ser utilizado como um guia para a determinação do amido em frutas. Normalmente, quanto mais amido uma fruta tem, mais elevado será seu índice glicêmico. Das quatro categorias, as cinco frutas com menos amido são cereja, toranja (grapefruit), pêra, ameixa e maçã.

×