Como realizar tratamento térmico em pedras preciosas

••• Comstock/Comstock/Getty Images

A maior parte das joias vendidas hoje inclui uma pedra preciosa como destaque. As safiras e rubis são duas gemas muito populares para esse propósito, mas, quando são encontradas na natureza, não são facetadas ou decorativas. Elas devem ser lapidadas para trazer à tona seu brilho e sua beleza. Uma técnica usada amplamente na indústria é o tratamento térmico das pedras antes da lapidação ou seleção para uso em joias. Esse processo ressalta a cor, que pode ficar mais escura ou mudar ligeiramente. O tratamento ocorre em duas etapas, conhecidos como "queima oxidante" e "queima azul". A maioria das safiras fica mais bonita após a queima azul.

Passo 1

Coloque as pedras brutas bem limpas no cadinho. Ele servirá de recipiente para elas no forno e evitará que se misturem com pedras de outras fontes.

Passo 2

Eleve a temperatura do forno até aproximadamente 1600 °C; a maioria dos fornos elétricos usados para esse processo são controlados por computador. A temperatura da fornalha permanece estável para permitir que a estrutura do cristal se reorganize, resultando na intensificação da cor ou no clareamento de manchas leitosas. Esse estágio do tratamento térmico é chamado de queima oxidante, pois o ambiente da fornalha é saturado de oxigênio.

Passo 3

Deixe as pedras esfriarem antes de separá-las e retire as que já tiverem atingido uma saturação de cor satisfatória.

Passo 4

Separe as pedras aceitáveis do resto e coloque as que sobrarem novamente no cadinho para passarem pela queima final na fornalha. Essa é a queima azul, o processo responsável pela maior melhoria na aparência de 80 a 85% das safiras.

Mais recentes

×