Como regenerar a bainha de mielina com alimentos

••• avacados image by jc from Fotolia.com

A bainha de mielina auxilia os neurônios na transmissão de sinais nervosos. Se esse revestimento for danificado, problemas de memória e de movimentos e funções específicas são comuns. Certas doenças auto-imunes e fatores químicos externos, tais como pesticidas em alimentos, podem danificar a bainha de mielina. Para os alimentos ajudarem na regeneração dessa cobertura neuronal, você deve remover todos os produtos químicos prejudiciais da sua dieta e estilo de vida. Além disso, você vai precisar de minerais e gorduras específicas, de preferência obtidos através de uma dieta rica em nutrientes.

Passo 1

red kidney beans image by GeoM from Fotolia.com

Coma alimentos ricos em colina e inositol. Esses aminoácidos são cruciais para a reparação da bainha de mielina. A colina pode ser encontrada em ovos, carne, feijão e algumas nozes. Ela auxilia na prevenção da formação de depósitos de gordura no corpo. O inositol mantém um sistema nervoso saudável, auxiliando na produção da serotonina. Nozes, legumes e banana contém a substância. Os dois aminoácidos se combinam para produzir a lecitina, que reduz as gorduras nocivas do sangue. Níveis elevados de colesterol e gorduras impedem a reparação da bainha de mielina.

Passo 2

yaourt image by danimages from Fotolia.com

Coma alimentos ricos em vitaminas do complexo B. A vitamina B-1, também chamada de tiamina, assim como a B-12, são componentes físicos da bainha de mielina. Os alimentos que contêm B-1 incluem o arroz, o espinafre, as lentilhas e a carne de porco. A vitamina B-5 pode ser encontrada no iogurte e no atum. Os cereais integrais são ricos em vitaminas do complexo B e muitos cereais são fortificados com elas. Alimentos lácteos também são ricos nessas substâncias. Esses nutrientes aceleram o metabolismo, que queima gorduras do corpo, e carregam oxigênio.

Passo 3

tomatoes and olive oil image by robert lerich from Fotolia.com

Adicione ácidos graxos à sua dieta. Eles aumentam o teor de gordura da bainha. Linhaça, óleos de peixe, salmão, nozes e feijão contém bastantes ácidos graxos Omega-3. A bainha de mielina é de 70% gordura oriunda de tais ácidos. O ácido oleico é um dos principais contribuintes naturais para esse conteúdo, e ele pode ser encontrado no azeite, no abacate e nas nozes.

Passo 4

mur de chocolat image by Bruno Bernier from Fotolia.com

Adicione alimentos que contenham cobre. A bainha de mielina se regenera usando lípidos, que só podem ser produzidos a partir de uma enzima dependente do cobre. Sem essa ajuda, os outros nutrientes não podem fazer seu trabalho. O cobre é encontrado em lentilhas, amêndoas, sementes de abóbora, sementes de gergelim e chocolate meio amargo. Fígado e frutos do mar também pode conter o metal em doses mais baixas. Ervas secas, como orégano e tomilho, são uma maneira fácil de adicioná-lo à sua dieta.

Mais recentes

×