Acupuntura e síndrome das pernas inquietas

Escrito por delialah falcon | Traduzido por dão neto
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

A síndrome das pernas inquietas é uma desordem neurológica que afeta cerca de 12 milhões de pessoas em todo o mundo. De acordo com o National Institute of Neurological Disorders and Stroke, a incidência pode ser um pouco maior no sexo feminino e a maioria dos pacientes com casos graves é diagnosticada durante a meia idade. Os pacientes mais velhos tendem a enfrentar sintomas mais graves do que os adultos mais jovens e crianças.

Outras pessoas estão lendo

Sintomas

Os sintomas comuns associados com a síndrome das pernas inquietas (SPI) incluem um forte desejo de mover as pernas quando sentado ou deitado e sensações estranhas nas pernas descritas como rastejar, engatinhar ou puxar. Os movimentos involuntários das pernas e espasmos ocorrem frequentemente. Pessoas com esta síndrome podem muitas vezes obter alívio temporário desses sentimentos só ao mover as pernas ou ao caminhar.

Causas

De acordo com a Mayo Clinic, a síndrome das pernas inquietas pode ser causada por vários fatores. A hereditariedade é considerada ser responsável por um terço dos casos, já que muitos membros da mesma família são frequentemente afetados. Outras causas incluem a gravidez, menopausa e outras alterações hormonais. A deficiência de ferro tem sido observada em muitos pacientes com a doença e há uma possível ligação entre a síndrome das pernas inquietas e a insuficiência renal. O estresse é um fator tanto no desenvolvimento da condição quanto na exacerbação dos sintomas.

Acupuntura

Originária da China, a acupuntura tem sido utilizada para tratar condições médicas e doenças físicas por milhares de anos. As principais teoria afirmam que a acupuntura pode liberar a energia presa dentro do corpo -- a energia que é responsável por criar a doença -- através da inserção de agulhas ao longo dos pontos meridianos para equilibrar a energia vital. As sessões duram geralmente entre 20 e 30 minutos. Dependendo da doença a ser tratada, você pode precisar entre cerca de seis a 12 sessões.

Acupuntura para SPI

A acupuntura é especialmente bem sucedida no tratamento de distúrbios relacionados ao estresse. Ao liberar a tensão e desbloquear a energia estagnada, a acupuntura induz ao relaxamento e uma sensação geral de calma. A medicina tradicional chinesa afirma que a SPI é causada por um bloqueio de energia nas pernas. Ao mover as pernas, a energia estagnada se torna temporariamente desbloqueada, acalmando os sintomas. Acupunturistas afirmam que podem aliviar os sintomas da síndrome das pernas inquietas, liberando a energia estagnada presa ao longo do meridiano da perna.

Considerações

Mais estudos precisam ser realizados para determinar os efeitos da acupuntura sobre a síndrome das pernas inquietas. Não há cura conhecida para a SPI. Se você sofre desta condição, deve se concentrar em melhorar sua saúde geral e eliminar o estresse da sua vida. A acupuntura pode ser uma ferramenta útil para reduzir o estresse e promover o relaxamento e bem-estar.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível