Como avaliar o desenvolvimento de uma criança brincando sozinha

Escrito por noreen wainwright | Traduzido por andressa v. da nobrega
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como avaliar o desenvolvimento de uma criança brincando sozinha
Uma criança pode inventar brincadeiras imaginárias sozinha (Photos.com/PhotoObjects.net/Getty Images)

Observar uma criança brincar pode ser fascinante. Você pode obter várias dicas sobre o desenvolvimento físico, emocional e cognitivo de uma criança, assim como sobre sua personalidade, e pode até mesmo detectar alguns problemas. As crianças participam de diferentes tipos de brincadeiras em diferentes estágios de seu desenvolvimento. Antes da idade de 2 anos, uma criança não brinca realmente com outras. Ela realiza brincadeiras solitárias -- ou seja, brinca sozinha. Gradualmente, as crianças começam a interagir com outras, à medida que fica mais velha. Uma criança de quase 3 anos brincará de maneira paralela ou ao lado de outras crianças, mas não brincará com elas. Crianças mais velhas brincam com amigos, mas também ainda brincam sozinhas, às vezes. Uma criança mais velha que queira algum tempo para si mesmas, ou um tempo para refletir, vai preferir brincar sozinha.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Observe a criança enquanto brinca, levando em consideração sua idade. Quando as crianças estão brincam em jogos imaginários, frequentemente falam com seus brinquedos, direcionando-os de uma maneira particular. Elas também podem liberar sua raiva em seus brinquedos, e geralmente esse comportamento encoraja a criança a expressar a própria raiva de maneira segura. Você pode avaliar quão facilmente a criança pode entrar em um mundo imaginário e também sua habilidade em relação à linguagem. Crianças muito pequenas não têm um conceito de "unidade", mas à medida que crescem, você pode notar que ela atribui certas características a seus brinquedos.

  2. 2

    Avalie a agilidade física, coordenação, tônus muscular e equilíbrio da criança, particularmente se ela estiver subindo em algo ou realizando brincadeiras físicas, como num balanço. Realizar atividades físicas pode contribuir para o desenvolvimento da autoconfiança infantil. Por outro lado, você também pode observar nervosismo ou timidez da parte da criança; pode detectar uma dificuldade física ou medos; por exemplo, uma criança pode ficar nervosa ao entrar no mar ou em lugares altos.

  3. 3

    Observe as maneiras pelas quais a criança se expressa emocionalmente, ao brincar sozinha. Os terapeutas que trabalham com crianças com problemas compreendem que brincar é geralmente a maneira da criança encenar seus traumas ou agitação interna. Uma criança feliz deve estar contente ao brincar sozinha, sem se chatear com os próprios pensamentos ou medos; ela pode direcionar sua raiva apropriadamente para seus brinquedos; e também pode demonstrar amor e afeição.

  4. 4

    Procure dicas do estágio do desenvolvimento intelectual e cognitivo da criança ao observá-la brincando. Avalie se, por exemplo, ela pode montar um quebra-cabeças ou outro brinquedo apropriado à sua idade. Estimule a mente e o intelecto da criança oferecendo a ela brinquedos que requerem concentração e raciocínio, para que ela perceba relações de causa e efeito. Não apresse a brincadeira para ajudar, nem critique seus esforços, mas dê apoio e note quaisquer problemas ou triunfos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível