Cabelos masculinos dos anos 1960

Escrito por martha mendenhall | Traduzido por jacques baroukh aben athar de alcantara
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Cabelos masculinos dos anos 1960
O corte militar era um penteado conservador que se manteve dos anos 1950 para os 1960 (George Marks/Retrofile/Getty Images)

Cabelos masculinos, assim como a moda e muitos outros aspectos da cultura americana, passaram por uma grande transformação durante os anos 1960. Essa década marca um período de transição entre os conservadores anos de 1950 e a atmosfera "deixa rolar" de 1970. Devido a isso, os penteados da década de 1960 refletem parte do conservadorismo de 1950 e apresentam alguns fatores de toda a liberdade que estava por vir.

Outras pessoas estão lendo

O cabelo "de cuia"

Talvez o estilo de cabelo masculino mais icônico dos anos 1960, esse penteado foi popularizado pela banda The Beatles e, posteriormente, copiado por grupos de rock, como o The Rolling Stones, o Herman's Hermits e o The Doors. O cabelo "de cuia" apresentava uma franja penteada para a frente, que tocava levemente as sobrancelhas, enquanto que, na parte de trás, crescia até chegar ao colarinho da blusa. Ele era baseado em um penteado que John Lennon e Paul McCartney viram nas ruas de Paris em 1961 e gostaram tanto que cortaram exatamente igual. Atualmente, a sensação pop Justin Bieber usa uma versão modificada desse penteado.

O corte militar

De garotos jovens a homens de negócio, esse estilo, remanescente dos anos 1950, era considerado limpo e sério. O corte é mais facilmente atingido com um cortador elétrico de cabelo e ainda é o "prato principal" em muitas barbearias de cidades pequenas. Algumas das características desse corte é o topo plano e nivelado, além de ser raspado o mais próximo possível da cabeça. Desde a década de 1960, o corte militar tem sido considerado o estilo mais asseado para meninos, jovens ou homens conservadores.

O visual rockabilly

Lendas da música como Elvis Presley e Johnny Cash usavam um corte de cabelo estilizado conhecido como "rockabilly". Esse estilo todo para cima, ondulado e preso no lugar foi inicialmente utilizado por músicos dos anos 1950 e 1960, dando um toque de sensualidade devido ao magnetismo dos homens que o popularizaram. O cabelo em si era curto na parte de trás e longo na frente, com a franja jogada para cima e para longe do rosto, presa com camadas de cera de abelha ou outro produto de fixação. A sensualidade do visual surgiu quando grandes ícones o adotaram, como Elvis, que, enquanto se mexiam e dançavam pelo palco, acabavam com partes da franja sedutoramente caídas sobre os olhos.

O cabelo afro

O fim dos anos 1960 marcaram uma grande mudança na cultura americana, fugindo das formalidades, preferindo uma aparência "natural" e deixando os "ventos assoprarem". O final da década também foi marcado pela ascensão dos movimentos pelos direitos dos negros e das mulheres. Para os afro-americanos, havia um forte interesse em deixar os cabelos voltarem a sua textura e formato natural, expressando sua cultura através do penteado. Ao invés de fazer relaxamentos ou alisamentos para simular o estilo dos caucasianos, os afro-americanos, no fim dos anos 1960, permitiram que seus cabelos fossem influenciados pelos estilos das pessoas da África, encorajando o visual "afro", nomeado em homenagem ao continente. Esse tipo de cabelo surgiu para simbolizar o orgulho de ser negro que ficou popular durante os anos 1970.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível