Características do barroco clássico italiano

Escrito por zach feral | Traduzido por ricardo guardati
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Características do barroco clássico italiano
Barroco italiano (Ian Waldie/Getty Images News/Getty Images)

Na Itália, o estilo barroco emergiu nos começo do século 17 como parte da contrarreforma. Após a reforma protestante do século anterior, a Igreja Católica Romana decidiu que a igreja deveria se tornar um lugar de grande beleza e decorações, em franco contraste com a iconoclastia de Martinho Lutero. A igreja começou a encomendar pinturas, esculturas e arquitetura que se desenvolveriam em um dos movimentos artísticos mais gloriosos do mundo, o Barroco.

Outras pessoas estão lendo

Pintura barroca italiana

As principais características do barroco italiano incluem figuras humanas realisticamente representadas, um vívido uso das cores e extensivo uso das técnicas de sombreado. Muitas dessas características podem ser vistas nos trabalhos de Caravaggio, quem talvez seja o pintor mais famoso da época do barroco italiano. A mais extraordinária característica das pinturas de Caravaggio é seu uso de "chiaroscuro", um contraste extremo entre tons claros e escuros. Em muitas de suas pinturas as figuras parecem emergir da escuridão total -- o fundo é negro - embora elas mesmas sejam iluminadas em uma luz quase celestial que acentua sua cor de pele e suas roupas.

Esculturas barrocas italianas

Na escultura barroca italiana, encontram-se frequentemente aspectos de grupos de figuras humanas, um senso de movimento e energia em formas estáticas, o uso do mármore branco suava e a habilidade de observar os trabalhos de múltiplos pontos de vista. O mais famoso escultor barroco italiano foi Bernini e seu trabalho pode ser visto hoje em dia por toda Roma. Sua "O êxtase de Santa Teresa" é certamente o melhor exemplo da escultura barroca. Está situada na Igreja de Santa Maria da Vitória em Roma e retrata a famosa história cristã de divindade entrando em um corpo humano.

Arquitetura barroca italiana

Assim que a Itália entrava na era barroca, uma energética renovação da arquitetura começou, especialmente em Roma. As características da arquitetura barroca incluem o uso do chiaroscuro, bóvedas, colunatas, o jogo entre vazio e volume e vigorosas massas. Nos interiores barrocos, o estuque foi amplamente empregado. um dos primeiros exemplos do barroco na Itália foi a Igreja de Santa Suzana que foi desenhada por Carlo Maderno. Como muitas estruturas barrocas a igreja apresenta um teto em forma de bóveda. embora ainda observe as regras do desenho clássico, há um aspecto lúdico na estrutura que significa uma quebra definitiva com o estilo tradicional da Renascença. Isso pode ser facilmente observado na estrutura central do edifício, assim como em sua aplicação rítmica de pilastras e colunas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível