Características de diamantes naturais

Escrito por timothea xi | Traduzido por laila teixeira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Características de diamantes naturais
Diamantes são duros, mas não necessariamente tenaz (Jeffrey Hamilton/Photodisc/Getty Images)

Diamantes podem ser sintetizados por humanos ou feitos através de processos naturais. Os tipos naturais apresentam um alto custo e são associados a dilemas éticos, como sangrentas guerras civis e más práticas de mineração. Também são associados aos sofrimentos do amor eterno. Muitos diamantes naturais não se transformam em pedras preciosas, sendo, então, usados pela indústria. No mundo dos diamantes naturais, há uma abundância de falhas e variações, porém, características essenciais para sua identificação sempre podem ser encontradas.

Outras pessoas estão lendo

Dureza e tenacidade

A dureza de um mineral se refere à sua resistência a arranhões. Na escala de dureza de Mohs, um diamante natural tem pontuação 10, o valor mais alto. A tenacidade mede a resistência do material à ruptura ao sofrer impacto sob pressão. Essa medida é calculada em libras por polegada quadrada (psi). O diamante é classificado entre razoável e bom quanto à tenacidade e, dependendo de como foi lapidado, pode estar sujeito a quebras.

Densidade

A densidade de um diamante natural, de 3,51 g/cm³, é notável. Esse mineral possui bastante massa em relação ao seu volume. Isso acontece porque os átomos de carbono do diamante natural são comprimidos em condições de alta pressão.

Fluorescência

Alguns diamantes naturais demonstram fluorescência, ou seja, a habilidade de absorver fótons de alta energia e reemiti-los como fótons de menor energia que emitem luz visível. O fenômeno pode se manifestar em diferentes cores quando sob luz ultravioleta e como um amarelo esverdeado sob raios-x. Diamantes que retêm essa luz após a fonte de luz ter sido desligada são ditos fosforescentes.

Composição

Diamantes naturais são compostos de cristais de carbono que foram gerados dentro da terra sob uma grande pressão e altas temperaturas. Quando um diamante contém certas impurezas, como nitrogênio, pode apresentar mudanças em sua coloração. Diamantes tipo 1, por exemplo, contêm impurezas nitrogenadas. Diamantes do tipo 1-B são amarelados por conterem impurezas espalhadas por toda a sua extensão, enquanto os diamantes do tipo 1-A possuem aglomerações de nitrogênio e, portanto, não têm sua cor afetada. Um diamante natural pode conter esses dois tipos de impureza.

Condução elétrica

Diamantes naturais não são bons condutores elétricos em função de sua transparência, mas são bons isolantes elétricos. Alguns diamantes naturais azuis podem servir como semicondutores ou razoáveis condutores de eletricidade.

Condutividade termal

Por oferecerem alta condutividade termal, ou seja, boa habilidade de extrair calor, diamantes naturais são usados por fabricantes de semicondutores para evitar o superaquecimento de outros materiais. A condutividade é possível graças à força da estrutura do diamante natural, que ajuda a energia vibracional a viajar através das fortes redes internas de ligações químicas do mineral.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível