As causas do distúrbio fonológico

Escrito por loise kinyanjui | Traduzido por edeburges maria mello de souza edeburges
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
As causas do distúrbio fonológico
Os distúrbio fonológico é a falta de capacidade de produzir alguns ou todos sons (Jupiterimages/Goodshoot/Getty Images)

Também conhecida como distúrbio articulatório, o distúrbio fonológico é a incapacidade das crianças de produzirem todos ou alguns sons necessários para a fala, normalmente associada com a idade. Exibido em vários níveis de gravidade -- desde uma fala geralmente compreensível com alguns sons levemente mal pronunciados, a discursos completamente incompreensíveis até mesmo para os pais e familiares mais próximos -- essa deficiência pode ter efeitos adversos sobre o processo de socialização da criança e do desempenho escolar. As causas da deficiência fonológica variam de acordo com o tipo.

Outras pessoas estão lendo

Problemas estruturais para a produção de som

Também conhecida como distúrbio articulatório de desenvolvimento, este tipo de deficiência fonológica é causada por problemas na forma e estrutura dos ossos e dos músculos utilizados para produzir sons, como a língua, dentes, palato e céu da boca. Estes problemas dificultam a produção de alguns sons, sendo totalmente impossíveis, em alguns casos. Cirurgias de correção dos problemas estruturais, seguidas por terapia da fala, geralmente corrigem essas falhas.

Problemas neurológicos

Outro tipo de deficiência fonológica, também conhecida como dispraxia ou disartria, é causada por problemas neurológicos ou algumas anomalias no cérebro, que resultam em um controle menor ou insuficiente do sistema nervoso motor fino sobre os músculos essenciais que produzem sons. A paralisia cerebral, entre outros transtornos, é conhecida por causar problemas neurológicos que resultam em deficiência fonológica.

Causas desconhecidas

O distúrbio fonológico de desenvolvimento é o termo frequentemente usado para referência ao tipo de deficiência de causa geralmente desconhecida, ou origem. Esse tipo se manifesta entre os indivíduos com audição normal, de inteligência acima da média e sem deficit detectável anatômico, fisiológico ou neurológico, com desenvolvimento normal no domínio da linguagem expressiva. Com uma percentagem considerável de casos dessa deficiência, a conclusão das causas ainda está a ser alcançada.

Observações sobre deficiência fonológica e algumas causas prováveis

Manifestada em cerca de 2% das crianças de seis a sete anos de idade e por volta de 3% dos pré-escolares, sendo mais comum entre os meninos. O risco de desenvolver a doença é significativamente maior entre os homens, com irmãs que já tenham o distúrbio e aqueles com mães pobremente educadas.

Outros fatores

Outros fatores que podem contribuir para o desenvolvimento da deficiência fonológica, ou que podem resultar em manifestações confundidas com os sintomas da doença, incluem problemas de audição, a pobreza, sotaques regionais ou pronúncias e exposição pobre ou limitada a outros sons. É preciso levar em consideração o histórico da criança quando for feito um diagnóstico da deficiência fonológica.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível