Causas da hesitação urinária

Escrito por faith davies | Traduzido por paula belchior
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

A hesitação urinária descreve uma dificuldade na passagem da urina que pode envolver o início ou a manutenção do fluxo de resíduos líquidos. Ela pode afetar pessoas de ambos os sexos e todas as idades, embora seja mais comum em homens mais velhos. A hesitação urinária é geralmente um fenômeno gradual, que piora com o tempo. Muitas vezes, ela não se torna problemática até que o problema seja grave o suficiente para causar desconforto devido ao impacto sobre a bexiga. A condição pode ser provocada por uma variedade de fatores.

Outras pessoas estão lendo

Problemas de próstata

Uma das principais causas da hesitação urinária é a hiperplasia prostática benigna. A próstata é um órgão sexual masculino que secreta o líquido encontrado no sêmen. A causa do aumento da próstata é desconhecida, mas é muito comum, ocorrendo em 90% dos homens com idades a partir de 80 anos. Conforme a próstata aumenta, pode pressionar a saída da bexiga, o que torna difícil a passagem da urina através da uretra, o que resulta na hesitação urinária. A prostatite, uma infecção da próstata que provoca inflamação, pode ter efeitos similares à condição em homens.

Infecções do trato urinário

As infecções do trato urinário ou ITUs ocorrem quando uma bactéria entra no trato urinário através da uretra. O trato urinário se torna inflamado, muitas vezes, devido à infecção, o que conduz à dificuldade de urinar, assim como à dificuldade de esvaziar a bexiga. Isso pode levar à hesitação urinária, especialmente se as infecções forem recorrentes. As infecções do trato urinário são mais comuns em mulheres, mas também frequentemente afetam bebês e crianças pequenas. As pessoas com diabetes também são mais suscetíveis a infecções do trato urinário.

Drogas

Certos medicamentos podem causar a hesitação urinária através da inflamação do trato urinário ou de danos a bexiga. Alguns medicamentos para resfriados sem prescrição médica e descongestionantes nasais podem afetar a produção de urina, levando à dificuldade de iniciar o fluxo da urina. Os antidepressivos tricíclicos, como a Amitriptilina, Amoxapina, Norpramin, Sinequan, Tofranil, Pamelor, Vivactil e Surmontil causam efeitos semelhantes. Além disso, os anticolinérgicos que são utilizados para tratar a incontinência urinária podem ter o efeito adverso de causar hesitação urinária em alguns pacientes.

Síndrome da bexiga tímida

A síndrome da bexiga tímida ou paruresis é uma fobia social que dificulta ou afeta a micção em indivíduos na presença de outros. É uma forma de transtorno de ansiedade social, o que significa que a dificuldade se origina em processos de pensamento que, então, afetam fisicamente o corpo. As pessoas com síndrome de bexiga tímida podem experimentar a hesitação urinária em banheiros públicos ou em locais onde acreditam que as pessoas podem ouvi-los ao urinar.

Considerações

Ao primeiro sinal de hesitação urinária, é aconselhado pelo Medline Plus o início do monitoramento da frequência e dificuldade de micção a fim de reportá-la a um profissional médico, se necessário. Ao experimentar a hesitação urinária pela primeira vez, é necessário submeter-se a uma consulta médica para verificar a causa. Se acompanhada de febre, vômitos, dor na lateral ou nas costas, tremores ou calafrios, a hesitação urinária deve ser avaliada por um profissional médico o mais brevemente possível. Além disso, aqueles que sofrem da condição devem controlar a sua urina ao observar a presença de sangue ou turvação, que podem ser sinais de uma infecção que necessite de tratamento médico.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível