Causas para pH baixo em água tratada com dióxido de cloro

Escrito por will milner | Traduzido por erick vasconcelos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Causas para pH baixo em água tratada com dióxido de cloro
Falhas de equipamento podem contaminar a água tratada (Water treatment plant image by Andrei Merkulov from Fotolia.com)

Níveis baixos de pH na água tratada podem torná-la imprópria para o uso ou consumo. Felizmente, níveis baixos de pH em água tratada com dióxido de cloro são normalmente causados por erros simples ou falhas de equipamento relacionadas ao processo de adição de químicos que se combinam para formar o dióxido de cloro. Uma análise passo a passo desse processo pode revelar o problema.

Outras pessoas estão lendo

Onde se origina o ácido que causa o baixo pH

O pH baixo na água tratada com dióxido de cloro normalmente ocorre porque o dióxido de cloro foi produzido pela combinação de cloreto de sódio e ácido clorídrico. O cloreto de sódio e o ácido clorídrico são adicionados à água não tratada, onde se combinam e formam água, cloreto de sódio e dióxido de cloro. Contudo, um excesso de ácido é usado para completar a reação. Como resultado, nem todo o ácido vai ser convertido pela reação em um produto menos ácido. Assim, haverá uma sobra de ácido na água, baixando seu pH.

Procedimentos normais para lidar com sobras de ácido

O ácido de sobra e o pH baixo resultante na água devem ser tratados. Isso é feito pela adição de químicos alcalinos, de pH mais alto, à água para neutralizá-la antes que ela saia da estação de tratamento. Por várias razões, esse tratamento pode falhar e não neutralizar o ácido remanescente da primeira reação.

Falha no monitoramento e na neutralização

Em muitos processos de tratamento de água, o pH é medido e a quantidade de base adicionada à água é regulada automaticamente, assegurando que a água seja totalmente neutralizada antes de liberada. Contudo, uma falha no equipamento de monitoramento do pH pode resultar na liberação de uma água que ainda seja excessivamente ácida. Adicionalmente, a água pode ter o pH verificado uma vez, uma quantidade de base adicionada e a água liberada sem uma verificação secundária do pH. Se a substância alcalina foi molhada ou contaminada com um ácido antes do seu uso, suas propriedades neutralizantes podem ter sido reduzidas, de forma que ela não é capaz de cumprir seu propósito, quando adicionada.

Falha na dosagem

Se o processo inteiro for regulado de acordo com a quantidade de químicos adicionados na água, sem checar o pH da água que é liberada, um ou mais sistemas de entrega de químicos para a água podem estar defeituosos e podem falar na medição da quantidade adicionada à água. Se há um excesso de ácido clorídrico ou uma deficiência de cloreto de sódio ou outra substância neutralizante, a reação ficará desequilibrada e um excesso de ácido será adicionado e permanecerá na água.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível