Que parte do cérebro é afetada pela depressão?

Escrito por kate downs | Traduzido por diego feijo cabral silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Que parte do cérebro é afetada pela depressão?
A depressão afeta muitas partes do cérebro (Image by Flickr.com, courtesy of Shaheen Lakhan)

Muitas partes do cérebro são afetadas pela depressão. Descobertas científicas identificaram anomalias em várias regiões do cérebro de indivíduos deprimidos. Estes avanços normalmente geram mais perguntas do que respostas sobre as causas e os possíveis tratamentos para a depressão.

Outras pessoas estão lendo

Neurotransmissores

Segundo a Clínica Mayo, a depressão tem sido tratada de forma bem-sucedida com o aumento dos níveis de certos neurotransmissores através do uso de antidepressivos.

Hipocampo

De acordo com a Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos, há uma redução de aproximadamente 20% no volume do hipocampo, a região do cérebro que controla a memória e a aprendizagem, nos indivíduos afetados pela depressão.

Glândula pineal

O Centro Médico da Universidade de Maryland informa que indivíduos com depressão não produzem as quantidades adequadas de melatonina, um neurotransmissor produzido pela glândula pineal.

Tálamo

Pessoas que sofrem com a depressão possuem cerca de 30% a mais de neurônios no tálamo, uma área do cérebro que controla o medo e outras emoções, segundo o Departamento de Assuntos dos Veteranos dos Estados Unidos.

Córtex cerebral

Os indivíduos com depressão exibem afinamento do córtex cerebral direito, influenciando o humor, a atenção e muito mais, de acordo com uma reportagem do New York Times.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível