Comidas que sugam a sua energia

Escrito por paula haefeli Google
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Comidas que sugam a sua energia
Certos alimentos causam fadiga. Evite-os para ter mais energia (Digital Vision./Photodisc/Getty Images)

Anda sentindo muito cansaço e nem sempre é por causa de uma rotina estressante ou por ter feito muito exercício físico? O problema pode estar no seu prato. O que você ingere pode estar contribuindo para a falta de energia nas tarefas diárias. Uma refeição rica em frituras e gorduras, carne vermelha, doces e carboidratos refinados dificulta a digestão e necessita de muita energia do organismo para metabolizar o que você comeu. Tudo isso ocasiona a sensação de cansaço, sono, falta de concentração e fadiga para realizar suas atividades. Conheça os alimentos que mais sugam a sua energia e saiba como substituí-los por refeições mais saudáveis e energéticas.

Outras pessoas estão lendo

Frituras

Além de possuir todos os perigos já conhecidos, em especial para a saúde do coração e das artérias, as frituras também são grandes vilãs na hora de repor energia. Os alimentos fritos possuem características inflamatórias: eles fazem as células de gordura (em especial a abdominal) ficarem inchadas e ocasionam resistência à insulina. Tudo isso faz com que você se sinta mais cansado, com menos energia no dia-a-dia e absorva menos nutrientes dos alimentos por conta da disfunção corporal gerada pelas gorduras trans utilizadas na fritura. Evite comer alimentos fritos sempre que puder.

Comidas que sugam a sua energia
Frituras são grandes vilãs do bem-estar (Jupiterimages/liquidlibrary/Getty Images)

Carboidratos refinados

Apesar de serem conhecidos como repositores de energia, os carboidratos refinados sugam muito mais a sua disposição que o contrário. Os pães brancos e as massas comuns realmente dão um "pico" de energia ocasionado pela transformação do que você ingeriu em glicose (açúcar), oferecendo uma força extra ao corpo. No entanto, essa carga de energia diminui rapidamente, já que ela é logo absorvida pelo organismo e o resultado é um cansaço ainda maior do que antes. Substitua os carboidratos refinados pelos integrais: eles possuem uma ação mais gradativa de absorção de açúcares e garantem energia por mais tempo.

Comidas que sugam a sua energia
Carboidratos refinados dão um pico de glicose mas rapidamente baixam a energia do corpo (Steve Baccon/Photodisc/Getty Images)

Doces

Assim como os carboidratos refinados, os doces, chocolates e alimentos adoçados com açúcares refinados também oferecem uma alta dose energética que vai embora em muito pouco tempo. O excesso de açúcar eleva os níveis de insulina e triglicérides, aumenta a gordura abdominal e gera resistência à leptina, um hormônio que controla as células gordurosas. Essa disfunção no organismo gera cansaço, sono e pode ajudar até mesmo a enfatizar os sintomas da síndrome da fadiga crônica em pessoas predispostas. Sempre que puder, evite o açúcar ou substitua-o moderadamente por adoçantes naturais.

Comidas que sugam a sua energia
Os doces também causam um pico de energia e deixam a pessoa mais cansada depois (Jupiterimages/Creatas/Getty Images)

Carne vermelha gorda

As proteínas são essenciais para o bom funcionamento do organismo. No entanto, o excesso delas, principalmente na forma de carne vermelha com gordura, atrapalha e muito a reposição de energia. Isso acontece porque a carne vermelha demora muito mais tempo que os outros tipos de proteína para ser digerida. A digestão das carnes gordas é tão lenta que acaba causando sono, já que as forças do seu corpo estarão focadas em metabolizar seus nutrientes. Seu consumo exagerado ainda está ligado ao câncer de cólon, justamente por essa dificuldade em retirar os nutrientes necessários de um alimento de tão difícil digestão.

Comidas que sugam a sua energia
A digestão de carne vermelha é tão lenta e difícil que suga as energias do corpo (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível