O corpo ideal para uma bailarina

Escrito por jany martin | Traduzido por thomas m. do n. ghadban
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O corpo ideal para uma bailarina
O corpo da bailarina: longilíneo, esguio e forte (Image by Flickr.com, courtesy of shoobydooby)

Muitas pessoas admiram o corpo de uma bailarina. Compridas, magras e esguias, as bailarinas dançam sem fazer esforço, conseguindo passar uma ideia de leveza. Para parecer uma pluma flutuando é necessário muito mais do que ser magra, requer muito trabalho e esforço. Um mito comum é que a bailarina, por ser magra, é fraca. Na verdade, se compararmos por peso, ela está entre os atletas mais fortes.

Outras pessoas estão lendo

Proporções corporais

O corpo ideal de uma bailarina é cabeça pequena, pescoço longo, torso curto e pernas longas e finas. Infelizmente, esses aspectos são genéticos e não podem ser modificados. Se você não teve sorte de nascer assim, não se preocupe, técnica e talento também são importantíssimos para se tornar uma bailarina e podem lhe ajudar a ultrapassar as imperfeições físicas.

Flexibilidade

Independente de você ter uma flexibilidade natural ou ela ser resultado de um treinamento, ela é a chave para o balé. Você deve também ter músculos fortes para controlar seu corpo e aguentar em cada posição. Os joelhos devem se estender além do normal (além de 180 graus) ou dobrarem para trás. Isso ajuda a produzir um belo visual para a perna da bailarina quando estiver fazendo certas posições.

É preciso ter uma boa desenvoltura das pernas, vindo direto do quadril e indo até o tornozelo e pés. As posições do balé clássico são todas baseadas em giros, então a desenvoltura é essencial para que as bailarinas tenham uma extensão boa das pernas.

O grau dos giros é medido na primeira posição, postura ereta com os pés virados, apenas com os calcanhares unidos. A volta perfeita tem 180 graus, com os dedões virados para direções diferentes, formando um semi-círculo perfeito. A maioria dos dançarinos não tem uma desenvoltura perfeita. O grau em que é possível mover o quadril é determinado pela genética, no entanto há alguns exercícios que podem ser feitos para aumentar a elasticidade, fortalecendo as juntas para dar uma rotação maior para o corpo.

Formato do pé

Um pé bem arqueado é desejado pelas bailarinas, pois é esteticamente bonito e ajuda a ficar ainda mais na ponta dos pés. A maioria das bailarinas tem um pé largo e quadrado. Não que elas tenham nascido assim, mas a prática do balé ocasiona esse formato.

Talento e técnica

Mesmo com sorte o suficiente para ter o corpo perfeito para o balé, você pode não ter talento ou técnica, e não terá futuro nesse mundo. A chave é a habilidade de fazer combinações precisas e rápidas durante a dança. Para fazer isso, as dançarinas devem ter as costas e abdômen fortes, assim como pés, tornozelos, joelhos e pernas fortes. Levam-se anos de treino para condicionar seus músculos a atingirem a posição correta.

O balé é a base de toda técnica de dança. Uma pessoa sem uma certa habilidade em balé terá problemas com o alinhamento, que é crucial. É a aparência das suas partes do corpo (cabeça, braços, ombros, cintura, pélvis, pernas, pés) enquanto faz uma posição de balé. Um belo alinhamento é bastante perseguido pelas bailarinas, e atingido após muito treino e técnica. A experiência com o balé também ajuda a fortalecer os músculos, reduzindo o risco de ferimentos.

Considerações: distúrbios alimentares

Como o corpo da bailarina é algo tão específico e o talento e técnica não são todo o necessário para se ter sucesso, os distúrbios alimentares são comuns entre muitos homens e mulheres. Para manter seu corpo perfeito para o balé, muitas dançarinas acabam tendo anorexia ou bulimia.

A anorexia é uma condição psicológica e fisiológica, baseada no desejo da pessoa de se tornar muito mais magra que o normal. A maioria das anoréxicas para de comer para perder peso ou mantê-lo. As anoréxicas também podem ser compulsivas por exercícios, levando a problemas sérios de desnutrição e altos danos ao corpo, incluindo aos ossos e ao coração.

A bulimia é um transtorno alimentar em que uma pessoa come muitas vezes, excessivamente, e então logo depois se induz o vômito ou disenteria. Muitos usam laxantes ou diuréticos para que seu corpo se livre logo da comida. A bulimia causa um dano severo à boca, dentes e garganta, e também ao rim e coração.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível