Criaturas do período Permiano

Escrito por evan barnes | Traduzido por marina pastore
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Criaturas do período Permiano
Trilobitas estavam entre as criaturas que viveram durante o período Permiano (Zedcor Wholly Owned/PhotoObjects.net/Getty Images)

Começando no fim da Era Paleozoica, o período Permiano começou acerca de 290 milhões de anos atrás e terminou 42 milhões de anos depois. Este período produziu uma variedade tremenda de criaturas, tanto marinhas quanto terrestres. O período Permiano terminou, no entanto, com uma das maiores extinções em massa da história da terra, em que estima-se que até 95% de todas as espécies desapareceram da face da Terra.

Outras pessoas estão lendo

Geografia e clima

A superfície da Terra durante o período Permiano era dominada pelo supercontinente da Pangeia e pelo oceano gigante Pantalassa. Um corpo de água menor, o Mar de Tétis, se encontrava aninhado no lado oriental côncavo do continente. Graças ao vasto tamanho da Pangeia, grande parte de seu interior era distante dos oceanos, o que transformava muitas áreas em imensidões áridas e à mercê de amplas variações de temperatura. O clima seco do período Permiano causou o declínio das áreas molhadas e impulsionou a proliferação de plantas de semente, em especial coníferas, e de animais que lidavam bem com estas condições, em especial os répteis.

Criaturas terrestres

Vertebrados terrestres abundavam durante o período Permiano. Havia grandes anfíbios, como os Eryops de 200 kg, répteis com velas cervicais como o edafossauro e o dimetrodonte, e herbívoros encouraçados como os pareiassauros. O período Permiano também viu a ascensão dos terapsídeos, os ancestrais dos mamíferos. Estes répteis, que se tornaram as criaturas terrestres dominantes desta época, abrangiam diversos grupos, incluindo os dinocefálios, gorgonopsianos, cinodontes, dicinodontes e teriodontes. Além disso, as primeiras espécies de insetos que passavam por metamorfose - ou seja, passavam pelos estágios de ovo, larva, pupa e idade adulta - evoluíram durante esta era.

Criaturas marinhas

Muitas criaturas marinhas surgiram durante o período Permiano, entre elas os tubarões, braquiópodes, amonoides, nautiloides e diversos peixes ósseos. Ainda que corais tenham voltado durante o período, algumas formas como os rugosos e tabulados desapareceram no fim do Permiano. Trilobitas diminuíram em número e eventualmente sucumbiram à extinção em massa também, da mesma maneira que outros artrópodes marinhos, os euripterídeos. As espécies marinhas acabaram por ser as grandes perdedoras da extinção pós-Permiana.

Causas da extinção em massa

A causa da extinção em massa que ocorre ao fim do período Permiano é desconhecida, mas diversas possibilidades já foram ventiladas. Grandes erupções vulcânicas ocorridas nas Sibéria, por exemplo, podem ter causado perturbações catastróficas no clima mundial; outra visão sustenta que uma queda de asteroide ou cometa é culpada. Outra explicação possível, no entanto, é que o tamanho imenso da Pangeia teve sua parcela de culpa. Alternativamente, a responsabilidade pode recair em uma combinação de mudanças climáticas graduais e outras mudanças.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível