Como cuidar de um peixe barrigudinho

Escrito por kimberly sharpe Google | Traduzido por letícia resende
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como cuidar de um peixe barrigudinho
Barrigudinhos sobrevivem bem em aquários (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Um peixe de água doce, o barrigudinho tem cores extravagantes e distintas que diferem drasticamente entre os indivíduos da espécie. O macho tem uma cauda longa e graciosa, enquanto a da fêmea é mais curta e geralmente exibe coloração mais clara. Mantenha barrigudinhos adultos em um aquário de 37 litros para melhores resultados. Cada peixe deve ter pelo menos 3,7 litros para prosperar. Procriador prolífico, o barrigudinho dá à luz filhotes vivos. Os alevinos devem ser separados imediatamente dos pais para impedi-los de serem consumidos. Pegue os filhotes usando uma rede de pesca e abrigue-os em outro aquário enquanto crescem.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Aquário de 37 litros
  • Kit de teste de pH da água
  • Aquecedores de aquário
  • Termômetro de aquário
  • Caixa ou filtro de esponja
  • Sistema de filtragem de ar, como uma bomba
  • Cascalho fino
  • Plantas vivas ou artificiais
  • Ração para barrigudinho
  • Camarão de água salgada
  • Microvermes
  • Vermes brancos
  • Redinha para aquário
  • Sifão a vácuo
  • Sal não iodado

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Mantenha a temperatura da água do aquário entre 23 a 27 ºC. Use um aquecedor de tanque para ajudar a manter a temperatura constante, se necessário. Mantenha o pH da água entre 6,8 a 7,8. O pH ideal para barrigudinhos é de 7 e a temperatura é de 25 ºC.

  2. 2

    Use um kit de pH para testar a água a cada semana durante a limpeza do tanque. Fixe um termômetro no aquário para monitorar a temperatura.

  3. 3

    Instale uma caixa ou um filtro de esponja no aquário para filtrar a água para os barrigudinhos e manter a contagem de bactérias dentro da água sob controle. Equipe o reservatório com um sistema de filtragem de ar, tal como uma bomba de vibração.

  4. 4

    Ligue as luzes do aquário por 10 a 14 horas por dia. Ligue as luzes uma hora antes da primeira refeição da manhã. Desligue-as cerca de uma hora após a última alimentação da noite para reproduzir o ambiente natural do peixe.

  5. 5

    Coloque uma variedade de plantas vivas ou falsas para os barrigudinhos mordicarem e nadarem em torno. A vegetação também oferece esconderijos para os recém-nascidos se abrigarem, pois os pais, muitas vezes, os consomem. Usar vegetação viva beneficiará os peixes por fornecer oxigênio natural, além de ajudar a remover os nitratos da água naturalmente e criar um ambiente mais estável.

  6. 6

    Forre o fundo do aquário com cerca de 7 cm de cascalho fino. Ele ajudará a segurar as plantas no fundo do tanque e impedi-las de flutuarem até o topo.

  7. 7

    Alimente os peixes adultos de 2 a 3 vezes ao dia. Os jovens se beneficiam com uma alimentação racionada de 6 a 8 vezes por dia. Use comida de qualidade, indicada para barrigudinhos.

  8. 8

    Leia o rótulo da comida e tente escolher um alimento que contenha spirulina, espinafres ou algas. A ração deve ter uma fonte de proteínas de carne, tal como camarão ou peixe. Considere completar a alimentação com camarão fresco, vermes brancos ou microvermes, para um tratamento especial de seus barrigudinhos.

  9. 9

    Use o sifão para trocar de 30 a 40 por cento da água a cada semana e substitua com água fresca. Aproveite para limpar o cascalho de toda a matéria fecal acumulada e remover alimentos velhos. Sifonar a água do fundo do tanque também pode ajudar a remover todo o amoníaco acumulado na água.

  10. 10

    Limpe o filtro durante a troca da água. Siga as instruções do fabricante.

Dicas & Advertências

  • Existem organizações e clubes em muitos locais no mundo onde criadores podem exibir os seus peixes.
  • A fêmea do barrigudinho pode dar à luz de 30 a 50 alevinos a cada 28 a 30 dias.
  • Abata qualquer peixe que tenha nascido com deformidades.
  • Criadores executam frequentemente alterações diárias de água, ao invés de semanais, para manter os níveis de amoníaco baixos no tanque. Eles trocam apenas 10 por cento de água, de acordo com recomendações de associações internacionais.
  • O barrigudinho do pântano vive melhor em água levemente salobra, de acordo com especialistas. Considere a adição de uma colher de chá de sal não iodado no aquário após cada limpeza, para criar esse ambiente.
  • O barrigudinho vive em grupos, mas, muitas vezes, beliscam as barbatanas e caudas de outras variedades de peixes no aquário.
  • Evite usar água tratada com cloro e amônia. Se a empresa de água local trata a água com produtos químicos, então, use um produto para remover o cloro e adicione um cartão ao filtro de caixa para reduzir a amônia.
  • Os barrigudinhos podem sofrer de manchas brancas conhecidas como ich. Se aparecerem em suas nadadeiras ou corpo, considere a compra de uma medicação comercial. Siga as instruções na etiqueta para aplicação.
  • Um peixe sofrendo da doença do veludo terá pontos dourados em suas nadadeiras ou corpo. Trate prontamente com medicação para evitar que os peixes morram.
  • O protozoário fin rot faz com que as barbatanas do barrigudinho apodreçam e tenham uma aparência irregular. Trate a doença com nitrofurazona ou tetraciclina. Use a medicação durante sete dias, para melhores resultados, e siga as instruções no rótulo para determinar quanto aplicar na água.
  • Os barrigudinhos muitas vezes sofrem manchas de fungos cinzas, que pode ser mortal se não tratada precocemente. Trate com nitrofurazona por sete dias. Siga as instruções no rótulo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível