Mais
×

Decore sua casa com técnicas do feng shui

Harmonia de cores, aromas e energias. É disso que se trata o feng shui
deeepblue/iStock/Getty Images

Introdução

Pensar na decoração da sua casa com inteligência e sensibilidade é a principal característica do feng shui, arte milenar de harmonização dos ambientes. O termo de origem chinesa significa literalmente “vento” e “água”, uma referência aos dois elementos necessários para conservar as influências positivas presentes no espaço. O objetivo é proporcionar um ambiente harmônico em que a energia possa circular livremente. Seu principal instrumento é o uso das cores, já que cada cor está relacionada a um dos elementos da natureza: água, madeira, fogo, terra e metal. Confira dicas para decorar seu lar e canalizar boas vibrações.

mkaminskyi/iStock/Getty Images

A harmonia do verde

Toda a decoração do feng shui parte do Ba-guá, um diagrama octogonal que representa oito princípios naturais: céu, lago, fogo, vento, trovão, água, montanha e terra. De acordo com o diagrama, o verde presente nas plantas significa o início da vida. O verde tem a característica de se expandir, levando as sementes de seus frutos e flores para todos os lugares. O resultado é a conquista de sonhos, projetos e inspirações. Então, use as plantas para equilibrar seu lar e sua vida.

Mallivan/iStock/Getty Images

A calma do branco

A cor branca remete à paz interior e exterior. Decorar a parede com tintas claras ou brancas trazem um calmante poderoso para sua casa. Cortinas brancas ajudam a filtrar as energias que entram pela janela. Decoradores especializados em feng shui aconselham a usar o branco sem brilho em quartos e banheiros, e com brilho na cozinha e na sala, já que são ambientes que pertencem a formas de energia diferentes.

arquiplay77/iStock/Getty Images

Vermelho para interagir

Relacionado ao elemento fogo, o vermelho representa sangue, vida, vitalidade. O ideal é que seja utilizado em ambientes onde haja a interação de pessoas, como a sala de estar ou a sala de TV. Os tons de vermelho contribuem para elevar a autoestima das pessoas. É uma cor que ajuda a combater a depressão. Só não é aconselhável usar na cozinha, onde o tom de vermelho ajuda a elevar artificialmente o apetite, causando certo desequilíbrio.

irina88w/iStock/Getty Images

Amarelo do ouro

A cor amarela representa poder e riqueza. É a cor que representa o elemento terra e sua estabilidade. Por isso é uma boa escolha para estimular alegria e espontaneidade. Como seu uso melhora a concentração e a facilidade de comunicação, é uma cor que deve ser utilizada em escritórios ou salas de estudo para estimular a atenção. Por também transmitir calma e harmonia, é aconselhável usar tons claros de amarelo em quartos de criança.

jodiejohnson/iStock/Getty Images

Azul da intuição

Relacionada ao elemento água, a cor azul nos remete diretamente à natureza do céu e do mar. É uma cor que transmite tranquilidade, paz e harmonia. Seus tons mais escuros simbolizam a sabedoria, o poder da intuição e o desenvolvimento do inconsciente. Já os tons mais claros remetem a certa paz interior vinda dos céus. Seu uso é aconselhável em quartos e salas de meditação. Em contrapartida, quando usado em excesso, o azul favorece o isolamento. Pequenas fontes de água podem gerar paz no ambiente quando instaladas na sala ou na varanda.

archideaphoto/iStock/Getty Images

O roxo da espiritualidade

A cor roxa nada mais é do que a mistura bem dosada entre vermelho e azul. Assim também opera o efeito psicológico da cor. Por isso, ela é um equilíbrio entre a paixão e a razão, mente e espírito. É a cor que conecta as energias das boas ações. Inspira autoridade e respeito por ter justamente uma conotação espiritual relacionada à prosperidade. Deve ser usada em um ambiente livre de móveis, já que o excesso de objetos na sala impede o pensamento de fluir.

AnikaSalsera/iStock/Getty Images

O equilíbrio do cinza

A cor cinza é o equilíbrio dos opostos, formada pela combinação entre preto e branco. Por isso, o cinza representa a solução de conflitos. Alguns tons de cinza vão mais para o lado triste, enquanto outros, sobretudo os mais claros, tendem a um lado harmonioso. Nesse caso, o equilíbrio é a regra. Em ambientes internos, vale deixar o cinza ao lado de objetos mais coloridos para que eles ganhem mais destaque.

de santis paolo/iStock/Getty Images

Laranja da infância

Laranja é uma cor que deve ser aplicada com cuidado. Situada entre os elementos terra e fogo, a cor laranja representa a saúde mental. É uma cor que nos remete a lembranças agradáveis, geralmente vindas da infância, além de estimular a criatividade. O único problema é quando usada em excesso. Nesses casos, ela induz à distração. Pode ser aplicada nos quartos, sobretudo na parede atrás da cama.

archideaphoto/iStock/Getty Images

Preto da concentração

O preto é uma cor elegante que indica uma sensação de profundidade intelectual, sabedoria e estímulo de insights. Mas justamente por carregar uma grande quantidade de energia, o preto deve ser usado com inteligência. Em excesso, ele tem o poder de sugar as energias do ambiente, contribuindo para deixar as pessoas mais pessimistas. O melhor uso do preto é combinar com cores neutras, de preferências em bibliotecas ou salas de estudo.

Jag_cz/iStock/Getty Images

Tons coloridos

Essas são as principais cores que integram a tradição do feng shui. Em nossas casas, o ideal é mesclar as cores de acordo com nossas próprias preferências. Importante ressaltar que a energia presente em todas elas muda de acordo com os tons utilizados. O principal é seguir nossa sensibilidade para equilibrar a energia positiva e negativa, o Yin e Yang presente em todas as coisas vivas. Use bem as cores e seja feliz. Boas vibrações!