As desvantagens da produção otimizada

Escrito por j. lang wood | Traduzido por rafael mendes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
As desvantagens da produção otimizada
A produção otimizada procura obter alta qualidade com baixo custo (factory image by cico from Fotolia.com)

A produção otimizada começou com o sistema Toyota de produção na indústria automobilística japonesa da década de 70 e 80. Seu principal objetivo era eliminar o desperdício, reduzir a necessidade de gerir grandes estoques e fornecer melhor qualidade pelo menor custo, tornando decisões de controle de qualidade uma parte imediata do processo de fabricação. Resíduos em todos os níveis são monitorados, examinados e eliminados. Como a maioria dos sistemas de gestão, a produção otimizada não vem sem seu próprio conjunto de desvantagens.

Outras pessoas estão lendo

Problemas de fornecimento

Pelo fato de apenas uma pequena quantidade de estoque ser mantida em mãos, a produção otimizada depende fortemente de fornecedores que podem fornecer produtos para o processo de fabricação de maneira confiável e sem interrupção. Problemas como greves de empregados, atrasos de transporte e erros de qualidade por parte dos fornecedores podem causar interrupções de fabricação que podem ser fatais. Eles podem ser incapazes ou não querer fornecer peças ou produtos em um cronograma apertado, ou em quantidades menores. Essas necessidades podem sobrecarregar os fornecedores com custos não rentáveis e criar tensões que, finalmente, afetam o processo de fabricação e podem causar mudanças frequentes de fontes, ou até mesmo dificuldades de encontrar outros que podem fornecer dentro do prazo necessário.

Alto custo de implementação

A implementação da produção otimizada muitas vezes significa desmontar completamente sistemas e configurações da planta física anterior. A capacitação dos colaboradores pode ser demorada e a aquisição de gerentes experientes no processo de produção pode adicionar consideravelmente nas despesas com folha de pagamento de empresas. A compra de máquinas aumenta a eficiência e a instalação de células de trabalho menores, adicionando na dívida de longo prazo. Pequenas e médias empresas, em particular, podem encontrar o custo da passagem para processos de produção otimizada proibitivo.

Falta de aceitação por parte dos empregados

O processo de produção otimizada requer uma revisão completa dos sistemas de fabricação, o que pode causar estresse e rejeição por parte dos funcionários que preferem velhas formas de fazer as coisas. Além disso, o processo requer a entrada constante do empregado no controle de qualidade, e isso alguns deles podem se sentir pouco ou não qualificados a fazer. Trabalhadores mais velhos podem preferir métodos anteriores e causar resistência entre outros no grupo de trabalho. Nesse ponto, bons gerentes tornam-se cruciais para a transição para a produção otimizada. Também pode haver alguma dificuldade em encontrar gerentes com habilidades de liderança e persuasão suficientes para superar essa resistência.

Problemas com a insatisfação de clientes

Uma vez que os processos de produção otimizada são tão dependentes da eficiência do fornecedor, qualquer interrupção na cadeia de abastecimento -- e, portanto, na produção -- pode ser um problema que afeta negativamente os clientes. Atrasos na entrega podem causar problemas de marketing de longa duração que podem ser difíceis de superar.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível