Mais
×

Dieta recomendada para desintoxicação do fígado

Atualizado em 17 abril, 2017

Quanto mais nos tornamos cientes dos impactos negativos das coisas que ingerimos em nosso corpo, mais as dietas desintoxicantes se tornam populares. O conceito principal por trás dessas famosas e controversas dietas é que as toxinas de substâncias como cafeína, nicotina e álcool se acumulam no fígado, causando vários sintomas e problemas crônicos. Por meio do aspecto de limpeza dessas dietas, podemos nos livrar do prejudicial acúmulo tóxico.

Priorize comidas orgânicas (Noel Hendrickson/Digital Vision/Getty Images)

O básico

Existem muitas formas de mudar sua dieta para ajudar a curar seu fígado e desintoxicá-lo.

Em primeiro lugar, a maioria das dietas exige um pouco de jejum e a eliminação de certas comidas e bebidas. Isso é necessário porque é sabido que muitos desses alimentos simplesmente bombeiam toxinas para dentro do corpo. A eliminação de cafeína, álcool, açúcar, alimentos refinados e processados e aditivos, realçadores de sabor, adoçantes e corantes artificiais pode interromper o acúmulo de quaisquer toxinas. Assim, uma dieta com jejum e baseada em líquidos atingirá o objetivo de limpar o corpo completamente. Lentamente, você começará a reintroduzir certos alimentos à sua dieta.

Além do jejum, comer alimentos que protegem e nutrem seu fígado é recomendado. Mesmo limitando a quantidade de toxinas que ingere, esse órgão pode não funcionar totalmente sem os nutrientes de que precisa.

Alimentos e jejum

As fibras ajudam a remover toxinas e gorduras solúveis ao se unirem à bile encontrada no intestino grosso. Os antioxidantes, como as vitaminas C e E e o betacaroteno, assim como a vitamina B e o cálcio, defendem o fígado dos danos, ajudando na desintoxicação. Você pode encontrar esses nutrientes em alimentos como couve, aspargos, frutas cítricas, grãos, arroz integral, fermento natural, gemas de ovo, peixes e nozes.

Pergunte a seu médico sobre como começar um jejum adaptado e supervisionado, pois essa é a maneira mais rápida de trabalho a curto prazo para ajudar a curar seu fígado no processo de desintoxicação.

A controvérsia

Superficialmente, a dieta de desintoxicação do fígado parece uma ótima ideia. A maioria enfatiza a importância da eliminação de substâncias e alimentos prejudiciais como álcool, açúcar (artificial e natural), cafeína, gorduras e alimentos refinados e processados. Essas dietas também encorajam a alta ingestão de comidas e bebidas que beneficiam o fígado, como água, frutas e vegetais orgânicos e gorduras saudáveis. Entretanto, boa parte dessas dietas exige alguma forma de jejum e, sem monitoramento apropriado de um médico, isso pode levar à desidratação, problemas cardíacos, falta de nutrientes e transtornos alimentares. Mulheres grávidas, adolescentes, crianças e pessoas com problemas crônicos ou cardíacos não devem segui-las e nem fazer nenhum tipo de jejum supervisionado ou não.

Alguns profissionais da saúde também temem que a dieta de desintoxicação possa gerar a disseminação de informações falsas sobre o fígado, de como nós consumimos toxinas, como elas afetam nosso corpo e como ele realmente as elimina. Somos naturalmente equipados com sistemas que eliminam toxinas por meio do suor, urina e fezes. Além disso, substâncias químicas existem em todos os lugares, naturais ou sintéticas, o que não determina se alguma coisa as torna mais ou menos prejudiciais.

bibliography-icon icon for annotation tool Cite this Article