A diferença entre as teorias de personalidade de Freud e Rogers

Escrito por michel charles | Traduzido por mayara leal
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

Personalidade é o que define uma pessoa através de sua expressão de emoções, construção de relacionamentos e seus padrões de comportamento. Duas teorias sobre a formação da personalidade foram desenvolvidas pelo neurologista Sigmund Freud e psicólogo Carl Rogers. Freud e Rogers trabalharam em psicoterapia, área que foca em promover um bem-estar mental. Rogers é reconhecido por sua abordagem terapêutica, onde o cliente tem um papel mais direto na terapia e o terapeuta fica em segundo plano, e Freud é mais conhecido por seu trabalho sobre o inconsciente.

Outras pessoas estão lendo

O que constrói a personalidade humana?

Sigmund Freud acreditava que o comportamento humano poderia ser compreendido através do estudo das experiências passadas de uma pessoa - sobretudo a infância — e como ela percebe essas circunstâncias em vários estágios de desenvolvimento de sua vida. Isso também é conhecido como a teoria psicanalítica da personalidade.

Por outro lado, Carl R. Rogers afirmava que o comportamento humano poderia ser exclusivamente entendido estudando como a pessoa se percebe internamente. Essa é conhecida como a teoria da personalidade humanista.

O que define a natureza humana?

A teoria de Freud diz que, se fosse socialmente aceitável, as pessoas levariam uma vida basicamente de forma egoísta, violenta e incestuosa. Elas buscariam o prazer completamente e cegamente a qualquer custo. Isso porque, de acordo com Freud, a natureza humana é basicamente impulsionada por instintos sexuais.

A teoria de Rogers, embora concordando que a natureza humana tenha uma tendência à agressividade e violência, diz que ela é impulsionada pelo desejo inerente de auto-realização, como o reforço positivo e a valorização da sociedade.

O que influencia o comportamento humano?

A teoria de Freud sustenta que os seres humanos são movidos por suas mentes inconscientes e, portanto, são basicamente irracionais e alógicos. Essa teoria diz que o comportamento é o resultado de instintos inconscientes que são incontroláveis; ​​suas manifestações resultam no comportamento do dia-a-dia de um ser humano. Ele é controlado pelas normas da sociedade.

A teoria de Rogers diz que o comportamento humano é controlado pela racionalidade e pela razão. É controlado também pela necessidade de realização e, quando isso é interrompido por condições psicossociais, converte-se em um comportamento destrutivo e anti-social.

O que é o inconsciente?

A teoria de Freud diz que os seres humanos são movidos pela mente inconsciente, onde pensamentos, memórias e ideias estão escondidos da atenção imediata de alguém. As pessoas não percebem que têm essas unidades. Apesar disso, elas se manifestam através das personalidades. Essa é, de acordo com Freud, a raiz de todos os comportamentos, sentimentos, reações e percepções. O inconsciente vai além de consciência cognitiva e é a base de todos os traços de personalidade.

A teoria de Rogers diz que a mente inconsciente não faz parte da personalidade, muito menos é a base. Ele é apenas uma parte do processo, sendo o que a mente interpreta como percepção, e não o principal impulsionador do comportamento humano.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível