As diferenças gramaticais entre o inglês americano e britânico

Escrito por rebecca bragg | Traduzido por rodrigo castilhos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
As diferenças gramaticais entre o inglês americano e britânico
O ingles britânico deu origem a vários dialetos regionais (British flag with globe image by patrimonio designs from Fotolia.com)

As línguas evoluem em respostas às influências históricas específicas das áreas onde são faladas. Da época do Império Colonial Britânico em diante, o inglês original gerou vários novos dialetos, incluindo o inglês dos EUA. Mais de 200 anos depois que as duas línguas divergiram, americanos e ingleses ainda conseguem se entender na maioria das vezes. Apesar das mesmas origens, há diferenças linguísticas significativas referentes à gramática e à pronúncia.

Outras pessoas estão lendo

Pronúncia

Nos EUA, o padrão de excelência da pronúncia como a ouvida no rádio e na televisão é chamado de Inglês Americano (GenAm) e o seu homólogo britânico de Received Pronunciation (RP). Um exemplo das diferenças de pronúncia é o fato do inglês americano ser "rhótico", o que significa que a letra "r" sempre é pronunciada, mas o inglês britânico é "não-rhótico", o que significa que o "r" geralmente é mudo quando está no meio ou no final das palavras, como em car, park, hart (pronúncia no RP: cah, pahk, haht).

Ortografia

O inglês americano, muitas vezes, omite as letras mudas ou desnecessárias nas palavras (color, program, jeweler), enquanto o inglês britânico tende a manter as grafias originais (colour, programme, jeweller). Nos EUA, as terminações de várias palavras foram ajustadas conforme a sua pronúncia (center, memorize, check, dialog) e em oposição ao padrão britânico, que gostam de mostrar a origem estrangeira de seus vocábulos (centre, memorise, cheque, dialogue).

Vocabulário e uso

O vocabulário e o uso podem ser o maior motivo de confusão linguística, já que algumas palavras têm significados totalmente diferentes a dos seus homólogos. Embora a palavra "car" ser comum nos EUA e no Reino Unido, o britânico chama "hood" de "bonnet", "trunk" de "boot", "gasoline" de "petrol" e "truck" de "lorry". Nos EUA, os pátios de frente e de trás das casas são chamados de "yard", mas para o britânico é "garden", com ou sem algo plantado. No Reino Unido, alguém que "rents" (aluga) um apartamento é "lets a flat".

Verbos

Enquanto "shall" quase não é mais falado nos EUA, ainda é comumente usado no Reino Unido para designar o futuro. Por exemplo, "when I find a call box" (quando eu encontrar uma cabine telefônica ou telephone booth no RP), "I shall (will) ring (phone) my best mate (friend) (vou ligar para o meu melhor amigo). Nos EUA, o verbo "do" geralmente é omitido quando é implícito, mas, no Reino Unido, não. Por exemplo, para a pergunta "Are you meaning (intending) to eat the rest of those crisps (potato chips)?" (Você poderia comer esse resto de batatas fritas?) a resposta seria "I might do" (Eu poderia).

Odds and sods (bugigangas)

No norte americano, dizem "odds and ends" enquanto os britânicos dizem "odds and sods". Nos EUA, as pessoas descansam "on" (no) final de semana, mas no Reino Unido as pessoas descansam "at" (ao) final de semana. Nos EUA, os pronomes coletivos geralmente são acompanhados pelo verbo no singular, mas no Reino Unido a forma no plural também é correta, exemplo: "The team are coming round to my flat after the match (game)", ou seja, "O time 'vão' voltar para o meu apartamento depois do jogo". Algumas regras de pontuação também se diferenciam. No inglês americano, separar duas frases com uma vírgula é um erro, mas, no RP, duas frases estreitamente relacionadas frequentemente são separadas por uma vírgula, exemplo: "I fancy (want) a new pair of plimsolls (sneakers), my old ones are rubbish (garbage)", ou seja, "Eu queria um par de tênis novo, o meu velho está um lixo".

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível