Fases do parto: o encaixe do bebê

Escrito por jaimie zinski | Traduzido por fatima mesquita
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Fases do parto: o encaixe do bebê
O encaixe da cabeça na bacia da mãe é o primeiro sinal do começo do trabalho de parto (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Quando o bebê encaixa sua cabeça na bacia da mãe, significa que seu nascimento está próximo. No entanto, pode levar vários dias ou semanas até que a mulher sinta os primeiros sinais do trabalho de parto.

O trabalho de parto, aliás, é composto por três estágios: a fase inicial ou latente, o trabalho de parto ativo e a etapa da dequitadura.

Outras pessoas estão lendo

A fase latente

Durante o estágio latente, a cabeça do bebê se encaixa na bacia da mãe, gerando uma sensação de conforto para a mulher em que a barriga fica mais baixa e mais dura. Nessa altura, o bebê não está mais sentado próximo à caixa torácica da mãe, o que diminui a pressão ao respirar e facilita a ingestão de alimentos. Essa fase ocorre, em geral, entre duas ou várias semanas antes do começo do trabalho de parto, e pode também trazer as primeiras contrações. Entretanto, não se pode esquecer que há casos em que o bebê só se encaixa depois que a mãe já está na fase ativa do parto.

O começo do trabalho de parto

Nesta etapa, o cérvix da mulher começa a se dilatar um pouco e podem surgir contrações moderadas a cada cinco a 20 minutos. Tais contrações podem começar de forma irregular, mas se tornarão mais frequentes e longas, devendo chegar, mais tarde, a durar cerca de 60 segundos, com ocorrências a cada cinco minutos. A grávida pode ainda notar a presença de um corrimento mucoso e com um pouco de sangue, mas ainda deve estar se sentindo bem o bastante para continuar em casa, mantendo algumas atividades normais como tomar banho ou fazer uma pequena caminhada. O final dessa fase e começo do parto ativo se inicia, em geral, quando a dilatação chega a quatro centímetros e as contrações são fortes e bastante frequentes. Mas antes disso, esse primeiro estágio pode durar horas ou até mesmo vários dias.

Parto ativo

O parto ativo começa quando o cérvix está dilatado de modo quase total e quando as dores das contrações se tornam intensas. No momento em que a dilatação atinge cerca de dez centímetros e as contrações são muito frequentes, é hora de começar o trabalho de fazer força para ajudar o bebê. O tempo que esse processo dura depende do canal do útero, podendo consumir apenas alguns minutos ou mesmo várias horas. Deve-se levar em conta ainda o histórico da mulher -- por exemplo, se já teve filhos e quantos. Depois que o bebê desce, ele coroa, o que quer dizer que sua cabeça já aparece. E aí é aconselhável que a mulher pare de fazer força ou que faça menos esforço, para que o bebê possa ser auxiliado e possa chegar com êxito ao mundo.

Fase de dequitação

Mesmo depois que o bebê é retirado, a mãe ainda sente várias pequenas contrações. É nessa fase que o médico ou parteira lidará com a placenta, descolada da parede uterina. Na sequência, o profissional fará um breve exame tanto da placenta quanto do canal uterino para localizar qualquer sinal de problema e ter certeza de que o sangramento está sob controle. Essa etapa dura, em geral, entre cinco a dez minutos, quase nunca passando de meia hora, a não ser que existam complicações.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível