Os seios ficam sensíveis quando ovulamos?

Escrito por cindi pearce | Traduzido por marina villar
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Os seios ficam sensíveis quando ovulamos?
O estrogênio e a progesterona podem deixar os seios sensíveis (BananaStock/BananaStock/Getty Images)

Durante o período menstrual, o estrogênio e a progesterona, que são os hormônios reprodutivos femininos, atuam fortemente. O estrogênio entra em ação antes de a mulher ovular e a progesterona aumenta de nível próximo ao período fértil. A progesterona causa retenção de líquidos na preparação do útero para uma possível gravidez. Esses fluidos podem deixar os seios doloridos e sensíveis. O líquido extra estica o tecido do seio, e isso pode ser doloroso. Seus mamilos podem ficar sensíveis também. O estrogênio também aumenta o tamanho dos seios, e isso pode ocasionar seios maiores, que ficam sensíveis ao toque, de acordo com o site Menopauselifestyle.com.

Outras pessoas estão lendo

O processo

Quando a mulher ovula, o óvulo é liberado por um folículo ovariano maduro. O folículo segue seu curso pela trompa de Falópio, encontrando seu caminho até o útero. O primeiro estágio da ovulação começa no primeiro dia da menstruação da mulher e dura até a próxima ovulação. Isso é chamado de fase folicular. Durante essa fase, o hormônio luteinizante (LH) e o hormônio folículo-estimulante (FSH) são produzidos pelo hipotálamo. Esse dois hormônios preparam o folículo e o estimulam para que libere o óvulo maduro. Assim que a ovulação acontece, o processo passa para a fase lútea, que vai até a menstruação ocorrer. A ovulação geralmente ocorre exatamente no meio do ciclo menstrual da mulher, embora possa variar de uma para outra. Além de sentirem os seios sensíveis durante a ovulação, algumas mulheres podem sentir dores na área do ovário, o que também é chamado de mittelschmerz.

Estrogênio e progesterona

Se você ficar grávida, o nível de estrogênio e de progesterona continuarão a subir, o que significa que seus seios ficarão mais sensíveis ainda. O site Home-remedies-for-you.com explica mais: se, durante a ovulação, a concepção da gravidez acontece, o corpo da mulher libera o hCG, que é a gonadotrofina coriônica humana, um hormônio que só aparece nas mulheres grávidas. O corpo da mulher começa imediatamente a mudar, mais visivelmente nos seios, que começam a inchar e podem ficar sensível e doloridos.

Mastalgia ou dor mamária

Os seios sensíveis não são incomuns, de acordo com o site Oasisserene.com, que aponta que aproximadamente 70 porcento das mulheres sentem dores nos seios uma vez ou outra. As dores nos seios também são conhecidas como mastalgia. Os seios sensíveis também podem incluir áreas de rigidez formadas neles; cistos, que são partes preenchidas por fluidos; e caroços. Isso é chamado de alteração fibrocística. Essa alteração geralmente ocorre logo antes de o período menstrual começar.

Localização da dor e o que significa

Se seu seio dói nas laterais, isso indica que a ovulação está ocorrendo, de acordo com o Dr. Jerilynn Prior, um clínico canadense, pesquisador e professor de endocrinologia da Universidade Britânica de Columbia. Se a dor for na frente dos seios ou nos mamilos, isso indica que o estrogênio está predominando, o que pode significar falta de ovulação. Se a mulher sente dor nas laterias e na frente dos seios, isso pode demonstrar que a ovulação ocorreu, mas uma inadequada quantidade de progesterona foi produzida depois da ovulação, então, a predominância do estrogênio ainda está ocorrendo.

Sensibilidade

Seios sensíveis são o primeiro sinal de gravidez, porém esse sintoma não aparecerá até a mulher perder um período menstrual, que pode ocorrer aproximadamente duas semanas após a ovulação e a concepção. Seios sensíveis sem gravidez podem e acontecem durante a ovulação em algumas mulheres. Além da sensibilidade, os seios podem aumentar e nódulos podem aparecer, fazendo com que eles pareçam granulosos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível