Fisiculturismo e lesões no tendão do bíceps

Escrito por rick suttle Google | Traduzido por max ferreira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Fisiculturismo e lesões no tendão do bíceps
Muitos fisiculturistas sofrem algum tipo de lesão nos músculos (Nash Jocic)

O fisiculturismo pode afetar bastante as articulações e músculos. A maioria dos fisiculturistas levantam centenas de toneladas de peso durante suas carreiras. Isso pode sujeitá-los a vários danos, inclusive nos tendões do bíceps.

Outras pessoas estão lendo

Exercícios de fisiculturismo

Os fisiculturistas precisam trabalhar todos os grupos musculares, incluindo peito, ombros, costas, bíceps, tríceps, antebraços, pernas e panturrilhas. Eles se exercitam de 4 a 6 vezes por semana, e fazem pelo menos de 8 a 16 repetições para a maioria das partes do corpo. Seu objetivo é atingir cada parte duas vezes por semana. Músculos como o bíceps são menores, mas mesmo assim são usados quando outras áreas do corpo são trabalhadas. Um exemplo é o exercício das costas. Qualquer movimento em que se puxa algo utiliza eles. Se você realiza exercícios de costas e bíceps em dias separados, você está usando os bíceps por cerca de 4 vezes por semana. Isso pode exercer bastante desgaste em um grupo muscular relativamente pequeno.

Rotina empurrar-puxar x Outros métodos de treinamento

O método empurrar-puxar implica em trabalhar costas e bíceps no mesmo dia. Essa rotina de exercícios é bem mais leve nos tendões do bíceps se comparada a outras. Por exemplo, fisiculturistas que treinam peito e bíceps no mesmo dia provavelmente farão costas e tríceps juntos. Eles estarão usando seus bíceps quatro vezes por semana, enquanto defensores do empurra-puxa os usarão apenas duas vezes na semana. Isso oferece maior tempo de recuperação aos bíceps, o que pode ajudar a prevenir danos.

Treinamento de bíceps

A maioria dos fisiculturistas fazem levantamento de barras e halteres para os bíceps, como também roscas com concentração ou rosca scott para desenvolver a ponta (o topo da cabeça do músculo). Eles também tendem a levantar mais peso que o necessário para o crescimento do bíceps. De vez em quando, eles realizam rosca martelo alternada. Apesar desse exercício ajudar a alongar os bíceps, pode ser extremamente pesado na parte inferior do músculo.

Poses

Além de trabalhar os bíceps durante os treinos, os fisiculturistas praticam poses para as competições. A quantidade de poses aumenta quando o dia da apresentação ou competição se aproxima. Flexionar os bíceps pode também deixar esses indivíduos mais suscetíveis a lesões.

Lesões nos bíceps e tratamentos

O fisiculturismo pode causar distensão nos músculos em qualquer uma das cabeças do bíceps ou perto do cotovelo. Certos extensores e flexores podem ser usados nos antebraços, sobrepondo-se ao cotovelo e chegando ao bíceps. Esses músculos são extremamente vulneráveis a lesões. Os fisiculturistas também podem adquirir tendinite ou até romper os bíceps, separando-os do osso. Descanso e gelo são recomendados para as distensões. Rompimento dos tendões requer cirurgia.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível