Quem são os gentios na Bíblia?

Escrito por frank b. chavez iii | Traduzido por débora cussiol
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quem são os gentios na Bíblia?
A Bíblia contém instruções para que se trate bem os gentios (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

A Bíblia é o texto sagrado tanto para judeus quanto para cristãos. Ela divide os povos do mundo em israelitas e gentios. Gentios não são um grupo específico de pessoas, nacionalidade ou etnia. Gentio é qualquer pessoa que não seja israelita. Eles aparecem na Bíblia como amigos, inimigos e potenciais convertidos religiosos.

Outras pessoas estão lendo

Gentio

Gentio é derivado de "gentilis", uma palavra latina que significa "do mesmo clã ou tribo". Traduções da Bíblia para o português usam gentio para a palavra hebraica "goy" e para o equivalente grego "ethne". Originalmente, "goy" e seu plural "goyim" significavam, simplesmente, "nação", e eram usadas tanto para israelitas como para não israelitas. No entanto, em várias passagens, como Deuteronômio 15:06, Deuteronômio 28:12 e Números 14:12 a palavra é vista referindo-se a nações não israelitas e acabou se tornando outro termo para "estranho". Os gentios eram quaisquer não israelitas, como os egípcios, filisteus e assírios.

Israelitas

A descrição da relação israelita com os gentios varia ao longo da Bíblia. Por exemplo, Levítico 19:33/34 e Êxodo 22:21 lembram aos israelitas que eles eram estrangeiros no Egito e que os estrangeiros deveriam ser tratados como iguais. Levítico 24:22 ordena que os israelitas tenham apenas uma lei para tanto nativos quanto estrangeiros. Os livros atribuídos aos profetas Miquéias e Zacarias descrevem pessoas de todas as nações tornando-se adoradoras do único Deus verdadeiro. No entanto, os profetas Esdras e Neemias ordenaram aos israelitas que se divorciassem caso suas esposas fizessem parte dos gentios.

Jesus

Os Evangelhos geralmente retratam Jesus limitando sua missão aos israelitas. Por exemplo, no Evangelho de Mateus, ele diz a seus discípulos que evitem pregar aos gentios em favor das "ovelhas perdidas da casa de Israel". No entanto, ele não evita o contato com os gentios por completo, o que pode ser observado quando ele cura tanto a filha de uma gentia quanto o servo de um centurião romano. De acordo com "A Dictionary of the Bible" ("Um dicionário da Bíblia", em tradução livre), a purificação de Jesus do templo descrito no Evangelho de Marcos teve lugar no Pátio dos Gentios, que foi separado do resto do templo por uma escada e um muro. De acordo com o Evangelho, depois de expulsar os cambistas e comerciantes, Jesus lembrou a multidão que o templo foi destinado para todas as nações. Ele provavelmente estava preocupado com os gentios, que estavam confinados a apenas uma área quando deveriam ter tido pleno acesso ao templo.

São Paulo

São Paulo, por outro lado, levou a mensagem cristã ao mundo gentio mais amplamente. De acordo com o livro de Atos, Paulo visitou vários locais do Mediterrâneo, como Atenas, Salonica e Corinto, na Grécia, Filipos, na Macedônia, Éfeso, na atual Turquia, e as nações-ilha de Malta e Chipre. Em 50 d.C., aproximadamente, um concílio cristão debatia se os cristãos gentios deveriam ser circuncidados. Isso teria, essencialmente, mantido o cristianismo como uma seita judaica. Paulo se opôs fortemente a essa ideia e o conselho votou contra.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível